Jguj

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3452 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA ESCRITA POR CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN Gilsenira de Alcino RANGEL (Universidade Federal de Pelotas)

ABSTRACT: This paper analyzes the writing acquisition process of a girl who has got Down's syndrome and provides support to the fact that these children also formulate hypothesis about writing. Data analysis is based on studies carried out by Ferreiro & Teberosky(1999) on the psychogenesis of the written language. KEY WORDS: Down’s syndrome; acquisition; language; writing, psychogenesis

0. Introdução Tão logo os pais tenham a confirmação do diagnóstico de que seu filho/a tem síndrome de Down, surgem, entre outras, questões como: “meu filho vai poder ir para a escola? Ele vai aprender a ler e a escrever?” Essa preocupação é legítima uma vez que a leitura ea escrita são formas importantes de inserção social. Pesquisas têm demonstrado que sim; as crianças com síndrome de Down são capazes de aprender a ler e a escrever, apesar do déficit cognitivo que afeta a maioria delas. O trabalho aqui apresentado faz parte de um subprojeto de pesquisa sobre a aquisição da linguagem escrita por crianças com síndrome de Down1. O objetivo é traçar um perfil sobre osprocessos de aprendizagem da escrita em crianças com a síndrome. A base teórica está alicerçada em Ferreiro & Teberosky (1999). Como procedimento central, realizamos a coleta de dados através da aplicação dos testes de Ferreiro e Teberosky (1999) a respeito dos níveis de conceituação escrita. Ao mesmo tempo, oferecemos apoio pedagógico através de atividades de reforço para que uma menina de noveanos, com síndrome de Down e cursando pela segunda vez a primeira série em uma escola especial, tivesse progresso em seu processo de aprendizagem da escrita. Através da observação dialogada em dois encontros semanais com uma hora de duração, realizamos as coletas e propusemos atividades que, segundo o referencial teórico, afirmam e desacomodam conceitos na aquisição do código escrito. 1. Asíndrome de Down O conhecimento do que hoje reconhecemos como síndrome de Down, surgiu em 1866 quando o cientista inglês John Langdon Down, questionou-se por que algumas crianças pareciam-se tanto entre si e, ao mesmo tempo, tinham traços que lembravam os habitantes Mongólia, país asiático. Assim, o cientista passou a denominá-los de mongolóides. Somente mais tarde, no século XX, após vários estudosenvolvendo os cromossomos humanos, Jerome Lejeune – cientista francês – descobriu que pessoas com essa síndrome, tinham 47 cromossomos agrupados por células, ao invés de 46. Passado alguns anos ele mesmo identificou o cromossomo extra localizado no par 21. Em sua homenagem, como é hábito no meio científico, a síndrome ficou catalogada como Down. Síndrome de Down é, então, uma alteração genéticacaracterizada pela trissomia cromossômica do par 21. Por ser considerada um acidente genético, pode ocorrer com qualquer casal, independentemente da idade, embora alguns fatores tenham sido apontados como influenciadores, como idade materna e paterna, a exposição a raios-X, disposição para hereditariedade, etc. Atualmente já há exames pré-natais capazes de detectar a presença da síndrome: amniocentese –análise de células colhidas do líquido amniótico; biópsia do vilo-corial – avaliação do tecido que constitui a placenta; e cordocentese – exame do sangue do feto através de uma punção no cordão umbilical.

1

Pesquisa: Aquisição da Escrita e Letramento: a linguagem e suas representações nas relações de pertencimento à escola. CNPq nº 480865/2004-3, coordenada pela Profª. Drª. Cristina MariaRosa.

A principal característica da síndrome, que não é progressiva, é a lentidão do desenvolvimento geral. Uma série de características identifica as pessoas com essa síndrome, entre elas, alteração de tônus muscular, pele mais sensível, baixa estatura, mãos pequenas com dedos curtos e grossos, olhos amendoados “puxadinhos”, déficit mental que, de um modo geral, varia de leve a moderado,...
tracking img