Jgsauiy

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Peritos da ONU questionam Menicucci sobre aborto

JAMIL CHADE, CORRESPONDENTE - Agência Estado

Pressionada pela ONU a esclarecer o que o governo tem feito para lidar com os abortos em situaçãode risco, a nova ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, tenta desativar a polêmica, insiste que o assunto "não está na pauta do Executivo" e que cabe ao Legislativo eà sociedade civil debaterem o tema.
Em entrevista ontem, em Genebra, a ministra voltou a repetir que segue as "diretrizes do governo". Mas emendou: isso não quer dizer que, pessoalmente, tenhamudado de posição sobre o assunto. Eleonora tem sido pressionada pela bancada evangélica no Congresso por ser a favor da descriminalização do aborto.
Hoje, peritos da ONU farão com ela uma sabatina paraavaliar a situação da mulher no Brasil, cobrando respostas do governo e formulando recomendações para os próximos quatro anos. Trata-se de uma inspeção que a entidade costuma fazer periodicamente. Apresidente do Comitê da ONU para a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres, a brasileira Silvia Pimentel, indicou ao Grupo Estado que o tema dos abortos de risco no País "certamente serálevantado".
Às vésperas do debate, a ministra reafirmou que sua mensagem aos peritos da ONU será de que não cabe ao Executivo, hoje, falar do assunto. "Não há nada no Executivo no momento. Existe um projetode lei. É uma questão legislativa e da sociedade civil", explicou Eleonora aos jornalistas. "Acompanharemos com toda a atenção, como Executivo, o andamento desse debate. Mas não é pauta do governo."Questionada pela reportagem se aceitar a posição do governo significava abrir mão de sua posição no assunto, ela foi enfática: "Eu não mudo de posição". E relembrou: "A presidente (Dilma Rousseff)disse que sou uma mulher de convicções. Sou pesquisadora do CNPq sobre esses temas, sei que isso acontece, que são sofrimentos".
Pressão
A ministra admitiu que sofrerá hoje uma forte pressão dos...
tracking img