Jesus: sua vida e sua obra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 77 (19081 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


O relacionamento do ser humano com o seu Criador é uma questão de vida ou morte. O homem que conhece a Bíblia sabe que Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores e que eles são salvos apenas por Ele, sem qualquer influência por parte de quaisquer obras praticadas. Embora somente Deus determine o destino humano escolhendo salvar alguns e condenar todos os outros, ele salvaseus eleitos produzindo dentro deles fé em Cristo. Isso significa que o destino de uma pessoa é revelado pela forma como ele pensa sobre Jesus. É certo afirmar que a humanidade contemporânea encontra-se apegada cada vez mais a suas vãs filosofias, tornando real a existência de grandes conflitos religiosos em toda a parte do globo terrestre. Então dependendo do grau e maneira de desvio da revelaçãobíblica, sustentar uma falsa visão de Cristo pode resultar em condenação eterna. Assim sendo, este trabalho acadêmico possui como objetivo trazer um maior esclarecimento aqueles que desejam conhecer a obra de Jesus na História e seguir o seu exemplo de atuação.
A pessoa de Jesus, o Cristo, será estudada aqui principalmente de modo prático e não doutrinário ou teológico, assim o temaproposto neste estudo visa abordar à vida e obra do maior homem que a raça humana já ouviu falar.
É certo retratar o comum entendimento de que a ciência foi tímida e omissa em pesquisar algumas áreas importantíssimas do conhecimento. Uma delas se relaciona aos limites entre a psique e o cérebro. Temos viajado pelo imenso espaço e penetrado nas entranhas do pequeno átomo, mas a natureza intrínsecada energia psíquica, que nos torna seres que pensam e sentem emoções, permanece um enigma.
Outra atitude tímida e omissa que a ciência cometeu ao longo dos séculos está ligada à investigação do personagem principal deste trabalho acadêmico, Cristo. A ciência o considerou complexo demais. Sim, ele o é, mas ela foi tímida em pesquisar a inteligência dele. Será que aquele que dividiu ahistória da humanidade não merecia ser mais bem investigado? Ela o considerou inatingível distante de qualquer análise. Deixou esta tarefa apenas para ser realizada na esfera teológica.
Há pelo menos duas maneiras de uma pessoa ser deixada de lado: quando é considerada sem nenhum valor ou quando, na outra ponta, é tão valorizada que se torna inatingível. Cristo foi rejeitado por diversos“intelectuais” de sua época, pois foi considerado um perturbador da ordem social e religiosa. Hoje, ao contrário, é tão valorizado que muitos o consideram intocável, distante de qualquer investigação. Todavia, ele gostava de ser investigado com inteligência.
A omissão e a timidez da ciência fizeram com que Cristo fosse banido das discussões acadêmicas, não sendo estudado ou investigado nas salas deaulas. Sua complexa inteligência não é objeto de pesquisa nas teses de pós-graduação das universidades. Embora a inteligência de Cristo possua princípios intelectuais sofisticados, capazes de estimular o processo de interiorização e o desenvolvimento das funções mais importantes da inteligência, ele realmente foi banido dos currículos escolares.
É muito raro alguém comentar que a inteligênciade Cristo era perturbadora, que ele rompia o cárcere intelectual das pessoas, que abria as janelas da mente delas. Ele foi, sem dúvida, um exemplo vivo de mansidão e humildade, entretanto ninguém comenta que era insuperável na arte de pensar. No entanto, para que a finalidade proposta seja alcançada é necessário haver outras explicações preliminares antes do aprofundamento no exame do assuntoproposto. Por exemplo, a idéia negativa da aceitação do Cristo para o povo judeu.
Este desde o êxodo da terra egípcia tinha por aspiração a vinda do Messias, já que este o libertaria da opressão e do domínio pagão. A esperança messiânica ao passar do tempo envelheceu-se até certo ponto; havia perdido em grande parte seu caráter religioso. Tal era a idéia formal que quase todos os judeus...
tracking img