Jesus Cristo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (532 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de agosto de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto




Cremos que, da mesma forma que os nossos irmãos primitivos tiveram que escolher entre viver de acordo com os princípios espirituais e morais do Império Romano e a reclusão das catacumbas,devido à implacável perseguição oficial desencadeada a partir do ano 64 d.C., a Igreja nos últimos tempos se verá diante de igual conjuntura. Aceitar a marca do anticristo ou viver à margem do sistemapolítico, econômico e religioso que governará o mundo nos próximos anos? Provavelmente, você e família tenham que responder a essa pergunta num futuro muito próximo...

Sustentamos que a Igrejaatual precisa voltar à concepção escatológica e eclesiástica da Igreja primitiva, rejeitando todo modismo, novidade, ensinamento, revelação ou costume que não esteja de acordo com "a fé que uma vez foidada aos santos" (Judas 1:3)


Já é hora de voltarmos a viver nossa vida em Cristo da mesma forma que aqueles irmãos viviam, nos despojando de tudo aquilo que foi acrescentado durante a história aoensino original do Evangelho, na forma de costumes, dogmas, hierarquias humanas, sofismas e paradigmas do paganismo. Que haja comunhão genuína entre os irmãos, no partir do pão, no conhecimento dasnecessidades individuais e no desapego a todo valor ou padrão mundano. Que o importante não seja o local físico onde estivermos, mas que estejamos em Cristo e Ele em nós.

O Senhor prometeu que, ondeestivessem dois ou três reunidos em Seu nome, ali Ele mesmo estará PESSOALMENTE. É desse tipo de comunhão entre irmãos que precisamos, ainda mais vendo que se aproxima o tempo em que as denominaçõesque verdadeiramente ainda servem a Deus com pureza de coração serão fechadas e seus templos serão inutilizados.

Apenas uma volta radical ao que um dia foi seguido pelos nossos primeiros irmãos,poderá fazer com que nós enfrentemos os dias tenebrosos que se aproximam. Cristãos maduros, que não sejam dependentes dos rituais e fórmulas oferecidas por aí, nem dependentes de campanhas, movimentos...