Jesuítas e a educação no período colonial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 12 (3000 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 17 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
JESUÍTAS E A EDUCAÇÃO NO PERÍODO COLONIAL
Prof. Msc. Heleuza Carrilho Tuka de Almeida
Rose Adriana Vieira Lorenzzoni
Centro Universitário Leonardo da Vinci-UNIASSELVI
Licenciatura em Artes Visuais

RESUMO
O padrão de educaçãotrazido pelos portugueses para o Brasil, era um modelo europeu que nada tinha a ver com os padrões existentes aqui, isto é, um tipo de educação repressiva bem diferentes do que se propagava entre os nativos. Os jesuítas que vieram com os descobridores procuravam converter os indígenas a fé católica e par isso usavam como recurso o trabalho agrícola, as aptidões artísticas, música, canto, teatro,técnicas pictórias, entalhes e escultura. Com a implantação das reduções no Rio Grande do Sul, os indivíduos passaram a ter uma vida regrada, com horários pré determinados e uma atitude militar. Historiógrafos alegam que só em território brasileiro, existiam aproximadamente cinco milhões de nativos e eles estavam divididos em tribos, de acordo com o tronco lingüístico. Hoje em dia, calcula-se quemenos de quatrocentos mil índios ocupam o território brasileiro, principalmente em reservas indígenas demarcadas e protegidas pelo governo.

Palavras-chave: Educação. Papel dos Jesuítas. Evangelização.

1-Introdução
O presente paper objetiva apresentar, através de pesquisa de documentação já publicada, como foi a chegada dos jesuítas no Brasil, a metodologia de colonização, como se deu a educaçãodos imaturos indígenas, face aos impérios Português e Espanhol da região da prata, os desígnios dos evangelizadores e da atuação missionária no Rio Grande do Sul, que nos deixou uma herança derramando cultura e história, além de uma quantia valiosa de vestígios artísticos.
A colonização realizada pelos jesuítas, em trabalho de catequese, ocorreu longe de centros civilizados no qual osmissionários conseguiram um milagre cultural, pois impetraram o trabalho em uma região sem alicerce intelectual e artístico.

2-O papel dos jesuítas na história da educação no Brasil.

Os portugueses quando chegaram ao Novo Mundo trouxeram um padrão de educação próprio da Europa, no entanto encontraram uma educação, que se propagava aqui entre as populações indígenas, que não tinha marcasrepressivas como do modelo educacional europeu. No Brasil encontraram cerca de 5 milhões de nativos divididos em tribos de acordo com o tronco lingüístico.
Com o descobrimento, os índios brasileiros ficaram à mercê de vários outros interesses como por exemplo: as urbes ansiavam integrá-los a tecnologia colonizadora; os jesuítas, por sua vez em um trabalho missionário , ambicionavam converter osindígenas ao cristianismo, estima aos europeus e os colonos estavam preocupados em utilizá-los como escravos. Esses padres tinham planos, conforme Cotrin (1996, p.101) de divulgar a religião católica em nossa terra. Consideravam-se “soldados da religião”, com a missão de conquistar as almas dos índios e dos colonos para o cristianismo católico.
Os jesuítas então resolveram separar os índios doscolonizadores. É importante salientar que estes jesuítas foram os primeiros mestres do Brasil, para tal fundaram as missões no interior do território. Os indígenas, além de passarem pela metodologia de catequização, também eram norteados ao trabalho agrícola, que garantiam aos catequizadores uma de suas fontes de renda. A relação com o homem branco fez com que muitas tribos submergissem a sua identidadecultural.
Esse arrolamento pode ser observado desde a chegada dos jesuítas ao território brasileiro. Sabe-se segundo Martins (2009), que a educação formal no Brasil inicia-se apenas em 1549, com os jesuítas que foram os primeiros educadores do período colonial, atuando até 1579. Essa educação servia especialmente para a aculturação e catequização dos índios e negros e a instrução dos...
tracking img