Jbgkibjd

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (311 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Direito Penal II


Semana 02

Caso 1
Não. O menor de idade é inimputável, ou seja, o Estado ignora sua capacidade de entender a ilicitude do fato.
Neste concurso de pessoas temos aautoria mediata pois o homem de trás possui total domínio do fato, autor mediato, e o executor não capacidade de possuir este domínio, autor imediato. Como no caso exposto Lúcio tinhaconhecimento da utilidade da sua chave para a execução da conduta criminosa portanto é considerado autor mediato.

Caso 2

Heitor –Partícipe do crime de seqüestro art.159 do CP
Daniel –Co-autor do sequestro e autor do homicídio.
Ivo – Co- autor no seqüestro

Heitor é classificado como partícipe do crime de sequestro pois sua atividade é acessória (com auxíliomaterial), ou seja, que contribui, de qualquer modo, para uma determinada infração penal, sem praticar elementos do tipo. Por isso trata-se, assim, de uma atividade acessória.
Daniel é co-autordo crime de seqüestro já que agiu conjuntamente com Ivo na prática do determinado crime, cada qual com domínio total dos fatos. Daniel também responderá como autor do crime de homicídioqualificado 121 § 2º, dado que Ivo não sabia de suas intenções, não participou da execução do ato e não previu que tal conseqüência pudera ocorrer.
Ivo é co-autor do crime de seqüestro jáque agiu conjuntamente com Daniel na prática do determinado crime, cada qual com domínio total dos fatos.


Questões Objetivas

1)B – O resultado era previsível, porém ao abandonar oveículo deixando o taxista sem danos físicos pode-se atenuar a sua pena de latrocínio.
2)D – Abelardo apesar de ter contratado Leôncio responderá por homicídio privilegiado pois foi impelidopor um valor moral art.121 § 1º do CP. E Leôncio responderá por homicídio qualificado pois foi provocado a executar o crime mediante promessa de pagamento. Art. 121 § 2º, I do CP.
tracking img