Java card

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Também conhecidos como cartões de tarja magnética, são o tipo mais comum não só por serem extremamente baratos, mas porque já existe uma infra-estrutura consolidada para a leitura desses cartões, como nos terminais dos bancos, por exemplo. Os terminais preparados para lerem Smart Cards estão aptos a lerem cartões magnéticos, mas os caixas eletrônicos mais antigos não foram projetados parareceberem um cartão inteligente.
Um cartão com fita magnética é formado por plástico e uma tarja na parte de trás do cartão, com partículas que podem ser magnetizadas. Essa tarja apresenta três faixas (a capacidade e densidade de cada uma delas é mostrada na tabela 2.1), onde as informações são armazenadas. Todas as faixas são de leitura, mas a faixa três também é de escrita. No entanto, ela não émuito utilizada. A leitura das faixas é feita quando o cliente ou funcionário passa o cartão, assim como uma antiga fita cassete, sendo que não é necessário nenhum mecanismo para movimentar a fita, apenas a própria mão.
| |Capacidade |Densidade |
| | |(bits por polegada) |
|Faixa 1 |79 caracteres |210 bpi |
|Faixa 2 |40caracteres |75 bpi |
|Faixa 3 |107 caracteres |210 bpi |


Tabela 2.1 - Capacidade e Densidade das três faixas
Como qualquer dispositivo, os cartões magnéticos também estão sujeitos a erros. Se não houver um mínimo de cuidados, os dados ali presentes poderão ser perdidos. Mantê-lo desprotegido faz com que a tarja acabe sendo arranhada, impedindo que aleitura seja feita. Por se tratar de uma fita magnética, sua exposição a algum imã desmagnetiza a tarja e elmina todas as suas informações.


PIN (Personal Identification Number – Número de Identificação Pessoal)
Trata-se de uma senha de 4 a 8 dígitos, necessária para garantir que quem está utilizando o Smart Card é o seu próprio dono ou uma pessoa autorizada. Muito difundida no celularesGSM.
Biometria
É a validação através da avaliação de determinada característica física do indivíduo, como impressão digital, reconhecimento de íris e reconhecimento de retina. É menos comum que a utilização do PIN. No entanto, é possível combinar o uso do PIN com a biometria, garantindo uma segurança ainda maior de que os dados confidenciais não serão acessados por alguém sem permissão.Criptografia
Smart Cards usam algoritmos de criptografia simétrica, assimétrica e de hash. Entre os de criptografia simétrica estão o AES, o DES (Data Encrypton Standard - Padrão de Encriptação de Dados) e o IDEA (International Data Encryption Algorithm - Algoritmo Internacional de Encriptação de Dados). Entre os de criptografia assimétrica está o RSA e entre os de hash está o MD5.
Paraaplicações que envolvem identificação do indivíduo, normalmente usa-se a criptografia simétrica, marcada pelo uso de apenas uma chave, usada tanto para encriptar quanto para decriptar a mensagem. Nesse sentido, o algoritmo DES, cuja chave é de 56 bits, é o mais usado, sendo que vem sendo substituído gradativamente pelo AES cuja chave é de 128, 196 ou 256 bits, dependendo da aplicação.
Algoritmosde criptografia assimétrica apresentam um par de chaves, sendo uma pública, visível a todos, e uma privada, a qual apenas o remetente da mensagem tem acesso. O algoritmo RSA, de chaves de 1024 ou 2048 bits, é mais seguro que os algoritmos de criptografia simétrica, mas requer um maior tempo de processamento, ainda mais para um dispositivo de capacidade de processamento tão limitada.


|7. Smarte Java Cards no Brasil |

Projeto RIC (Registro de Identidade Civil)
O maior projeto envolvendo Smart Cards no Brasil está em desenvolvimento e trata-se de um documento chamado RIC (Registro de Identidade Civil). Esse cartão será capaz de armazenar 40 documentos, entre eles CPF, RG e Título de Eleitor. Seu chip também guardará as digitais do cidadão, que serão...
tracking img