Jane jacobs

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1373 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
JANE JACOBS
MORTE E VIDA DE GRANDES CIDADES

FICHAMENTO
Parte 3 – Forças de decadência e de recuperação

13. A autodestruição da diversidade
Nas observações da autora até esse ponto, conclui que para o bom funcionamento da vida urbana, nas cidades norte- americano, as diversidades devem ser igualmente sustentadas, reconhecendo que a responsabilidade do urbanismo e do planejamento urbanoé proporcionar desenvolvimento nas cidades conciliando essas diversidades de maneira viável.
Em análise do crescimento das diversidades, são apresentados nesse capítulo, os aspectos decadentes e a de recuperação, visando forças para o bem e para o mal no processo das cidades. Essas forças estão inter-relacionadas, portanto tem o objetivo de torná-las em forças construtivas, proporcionando ocrescimento das diversidades, mesmo que o primeiro poder dessa força se manifesta com a sua autodestruição pelo seu êxito.
Para interligar e organizar seus argumentos, o autor explica que a autodestruição que ocorre nas cidades (mais precisamente nos centros urbanos) é provocada pelo bom desenvolvimento e crescimento de um determinado uso local, gerando concorrência por espaços, fazendo com que oslucros e desenvolvimento expulsem aqueles usos que representem baixo lucro, distanciando a oportunidade naquele local, proporcionando o alcance a uma pequena parcela.
Nesse processo o uso dominante se estabelece, causando desequilíbrio econômico e social. O Domínio de um uso nem determinado local, faz com que fiquem monótonos, sem movimento de pessoas que antes vinham a procura de outros usos; assimtornando um local estagnado, pela migração da popularidade para outros lugares.
Conclui-se então, que a obtenção de lucro e o domínio em excesso de um determinado uso abalam a sua própria atratividade. O problema torna-se mais sério quando se trata de um uso excessivo em uma vizinhança ou bairro.
O autor fala sobre o centro urbano e cita como exemplo o centro de Boston, que após análise atravésde mapeamento, a impressão que se tem é o centro urbano se desloca, mas na verdade é as novas idéias de uso partem para pontos secundários, assim tornam-se principais e acabam por destruir aquilo que lhe deu sucesso.
No decorrer do capítulo são desenvolvidos argumentos baseados em situações ocorridos em cidades dos Estados Unidos, que auxiliam o autor a esclarecer suas percepções em relação aouso urbano.
Defende-se a idéia de que os bairros não poderiam ser um local que tenham uma diversidade exuberante, pois não possuem as quatro condições para desenvolver um local assim, por isso as análises de autodestruição mais notavam no centro.
Muitas pessoas iriam querer morar no local, por esse motivo, ele se tornariam mais caro por um espaço mínimo pela concorrência e pelas condições queoferecem. Esse processo aconteceu em parte de Greenwich Village, pois o local é atraente, mas pelo fato de ser admirada por muitos é, conseqüentemente, destruída pelos próprios ocupantes ao ocupar.
Nesse aspecto as organizações são conservadoras, escolhendo locais nas cidades que garantem sucesso sem compreender que o seu investimento pode ser se autodestruir.
Baseando – se em suas afirmações, JaneJacobs deixa claro que a autodestruição, é causada pelo sucesso e não pelo fracasso e que o desenvolvimento de diversidade de um local, se deve pela oportunidade e à atratividade econômica. O resultado da competição econômica pelo espaço é o aumento líquido da diversidade.
Em seguida comenta-se sobre o conceito de retroalimentação eletrônica, que se tornou familiar com a evolução dos computadorese das máquinas automatizadas e significa que um dos pontos finais de uma operação ou de uma série de operações da máquina é um sinal que modifica e orienta a operação seguinte.
A idéia de retroalimentação se interliga nos usos urbanos no ponto em que o desenvolvimento da diversidade, durante algum tempo, a função é benéfica, ao atingir um ponto crítico, se modificando e conseqüentemente se...
tracking img