Itan iansan

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3700 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ÒYA – IANSAN Assim como os raios, relâmpagos e trovões são atribuídos a Şàngó, os fortes ventos e as tempestades são considerados expressões do descontentamento de Oyá. A origem mítica do rio Níger (Odo Oyá) é associada, também, a esta divindade. Um odu de Ifá, apresentado por Salami (1990), faz a seguinte narração dessa origem: Em tempos de guerra, o rei dos Nupe consultou o oráculo para sabercomo prevenir-se contra uma invasão. Ifá disse ao rei que, caso encurralado, desse uma peça de tecido negro para ser rasgado por uma virgem. Entre as virgens, o rei elegeu sua própria filha. Diante do pai, dos oráculos e generais, a jovem rasgou o tecido negro: O ya - Ela cortou. Atirou as duas partes no chão, sob o olhar esperançoso do povo nupe. O pano transformouse em negras águas que começarama fluir, transformando o núcleo do reino numa ilha protegida. Alguns mitos a apresentam como originária da cidade de Irá. Outros, como nascida na ilha fluvial de Jebba, em terra nupe, também local de origem de Torosi, mãe de Şàngó. Oyá era esposa de Ogum e lutava lado a lado com o marido, usando espadas forjadas por ele. Um dia Şàngó, elegante e atraente, chegou à Forja de Ogum. Envolveu-se emamores com Oyá e ao surgir uma oportunidade fugiram juntos enquanto Ogum estava muito compenetrado em seu trabalho. Mais tarde, ao dar-se conta do ocorrido, procurou a mulher por toda parte e terminou por encontrá-la na floresta. Golpearam-se mutuamente com as espadas, sendo Ogum partido em sete e Oyá em nove partes. Conforme Salami (1990), havia dezesseis rainhas rivais, competindo pelo privilégiode ter a preferência de Şàngó. Oyá foi à vitoriosa, graças a seu charme, personalidade e elegância de movimentos. Alguns de seus oriki assim a evocam: Ela é grande o bastante para carregar o chifre do búfalo Oyá, que possui um marido poderoso Mulher guerreira, mulher caçadora Oyá, a charmosa, que dispõe de coragem para morrer com seu marido Vendaval da Morte A mulher guerreira que carrega sua armade fogo Quando anda, sua vitalidade é como a do cavalo que trota Eepa, Oyá, que tem nove filhos, eu te saúdo! O que Şàngó disser, Oyá vai interpretar Vocês não sabem que Oyá vai entender o que Şàngó nem acabou de dizer? O que ele quiser dizer, Oyá é quem dirá Oyá, Leopardo fêmea que come pimenta crua Oyá, o òrìṣà que apóia seu marido Mulher poderosa e forte, possui um corpo perfeito Oyá, acharmosa e elegante, a mulher bela O Grande Vendaval, que também venta suavemente. Há um mito que a descreve como tendo nascido em Iwo. Essa versão a apresenta como uma mulher que vivia triste por não conseguir casamento e que após perambular pelas cidades a esmo, foi encontrada por sua família em Irá. No retorno para casa encontraram Şàngó acompanhado de uma de suas esposas: Òsun. Assim que viu Oyá,quis casar-se com ela e foi aceito imediatamente. Ela veio a ser sua esposa predileta: Entre os dezesseis òrìṣà femininos nas mãos de Şàngó, Oyá se destacou por sua beleza, elegância e força. Recebe culto em toda a terra ioruba, principalmente por parte das mulheres. Seu santuário guarda objetos simbólicos - a espada, o chifre de búfalo e pedras originárias do rio Oyá; um pote com agbo (água parabanhar os iniciados); água pura, para ser bebida por mulheres que desejam tornarem-se férteis ou por pessoas doentes; o assentamento de Şàngó ou uma estatueta que o represente. Os iniciados preferem beber desta água em lugar de outra qualquer, pois ela contém o àse do òrìṣà. As contas dos colares dos devotos de Oyá são de cor terra-cota. Continuando..

Mo jùbá awo Òya! Iwo ni Òrìsá Obinrin Afefe.Iwo ni Iku Oluwa Awo. Iwo ni Òrìsá Obinrin Efufulele. Iwo ni Ologun Obinrin Julo Nase. Iwo ni Emi Ije. Eu respeito os mistérios de Oyá! Você é a Mulher dos Ventos. Você é o proprietário dos Mistérios da Morte. Você é a Mulher das Tempestades. Você é a maior guerreira feminina. Você é o Sopro da Vida. Ao contrário de Yemonjá e Òsun que comandam a nossa atenção pela sua graça, beleza e majestade....
tracking img