It 17

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
421

Instrução Técnica nº 17/2011 - Brigada de incêndio

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Corpo de Bombeiros

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 17/2011
Brigada de incêndio

SUMÁRIO

ANEXOS

1

Objetivo

A Composição mínima da brigada de incêndio por
pavimento ou compartimento

2

Aplicação

3

Referências normativas ebibliográficas

4

Definições

5

Procedimentos

B Formação da brigada de incêndio
C Questionário de avaliação de brigadista
D Questionário de avaliação de brigadista profissional
E Etapas para implantação da brigada de incêndio
F Exemplos de organogramas de brigadas de incêndio
G Fluxograma de procedimento de emergência da
brigada de incêndio

423

Instrução Técnica nº17/2011 - Brigada de incêndio

1 OBJETIVO

5.2.3 Possuir boa condição física e boa saúde;

Estabelecer as condições mínimas para a composição, formação, implantação, treinamento e reciclagem da brigada de
incêndio para atuação em edificações e áreas de risco no
Estado de São Paulo, na prevenção e no combate ao princípio de incêndio, abandono de área e primeiros socorros,
visando, em caso desinistro, proteger a vida e o patrimônio,
reduzir os danos ao meio ambiente, até a chegada do socorro especializado, momento em que poderá atuar no apoio.

5.2.4 Possuir bom conhecimento das instalações, devendo
ser escolhidos preferencialmente os funcionários da área de
utilidades, elétrica, hidráulica e manutenção geral;

2 APLICAÇÃO

5.2.5 Ter responsabilidade legal;
5.2.6 Seralfabetizado.
Nota:
Caso nenhum candidato atenda aos critérios básicos relacionados,
devem ser selecionados aqueles que atendam ao maior número de
requisitos.

Esta Instrução Técnica (IT) aplica-se a todas as edificações
ou áreas de risco, conforme o Decreto Estadual nº 56.819/11
- Regulamento de segurança contra incêndio das edificações
e áreas de risco do Estado de São Paulo.

5.3

3REFERÊNCIAS NORMATIVAS E BIBLIOGRÁFICAS

A brigada de incêndio deve ser organizada funcionalmente,
como segue:

NBR 14023 – Registro de atividades de bombeiros.
NBR 14096 – Viaturas de combate a incêndio.
NBR 14276 – Programa de brigada de incêndio.
NBR 14277 – Instalações e equipamentos para treinamento
de combate a incêndio.
NBR 14561 – Veículos para atendimento a emergências
médicas eresgate.
NBR 14608 – Bombeiro profissional civil.
NBR 15219 – Plano de emergência contra incêndio – requisitos.
Manual de Fundamentos do Corpo de Bombeiros da Polícia
Militar do Estado de São Paulo.
4 DEFINIÇÕES
Para os efeitos desta Instrução Técnica aplicam-se as definições constantes da IT 03/11 - Terminologia de segurança
contra incêndio.
5 PROCEDIMENTOS
5.1 Composição da brigada deincêndio
5.1.1 A composição da brigada de incêndio de cada pavimento, compartimento ou setor é determinada pela Tabela
A.1, que leva em conta a população fixa, o grau de risco e os
grupos/divisões de ocupação da planta.
5.1.2 Quando em uma planta houver mais de um grupo de
ocupação, o número de brigadistas deve ser calculado levando-se em conta o grupo de ocupação de maior risco. O
número debrigadistas só é calculado para cada grupo de
ocupação se as unidades forem compartimentadas ou se os
riscos forem isolados.
5.1.3 A composição da brigada de incêndio deve levar em
conta a participação de pessoas de todos os setores.
5.2 Critérios básicos para seleção de candidatos a
brigadista
Os candidatos a brigadista devem atender preferencialmente
aos seguintes critérios básicos:
5.2.1Permanecer na edificação durante seu turno de trabalho;
5.2.2 Experiência anterior como brigadista;

Organização da brigada

5.3.1 Brigada de incêndio

a. brigadistas: membros da brigada que executam as
atribuições previstas em 5.5;
b. líder: responsável pela coordenação e execução das
ações de emergência de um determinado setor/pavimento/compartimento. É escolhido dentre os
brigadistas...
tracking img