Introdução a química dos complexos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1522 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Alagoas – UFAL

Instituto de Química e Biotecnologia – IQB

Química Licenciatura

UFAL IQB-UFAL











Introdução à química dos complexos








Maceió - Alagoas
Maio de 2012ÍNDICE


INTRODUÇÃO 03

OBJETIVO 04

PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS 04

RESULTADOS E DISCUSSÕES 04

CONCLUSÃO 06

REFERÊNCIAS 07


























1. Introdução

Íon complexo é um tipo de espécie química formado pela ligação de um íon metálico central com seus respectivos ligantes, através de ligações covalentes. É denominado um íoncomplexo quando ocorre uma reação entre uma base de Lewis e um ácido de Lewis que no caso seria o átomo central metálico, seguindo a teoria de valência uma vez que a base de Lewis doa elétrons ao ácido formam-se ligações covalentes. Esses compostos também podem ser denominados como compostos de coordenação.
A estabilidade e a termodinâmica influenciam bastante na formação dos complexos, já queele tende a ficar o mais estável possível (no estado de menor energia), com isso a termodinâmica é diretamente relacionada com essa estabilidade. Vários fatores influenciam nesse processo como: Energia livre de Gibbs, entalpia, entropia, inércia e labilidade.
A labilidade é a capacidade do complexo de quebrar as suas ligações e formar outras ligações com compostos mais estáveis, tendoassim um caráter cinético. Essa labilidade depende muito do íon metálico central e dos ligantes, se o complexo for submetido a um composto onde ele ficará mais estável ele pode ser chamado de complexo lábil e se o complexo for submetido a outro composto onde não ouve alterações no meio, pode-se dizer que o complexo é inerte.
Para explicar sobre a coloração dos complexos foi desenvolvida ateoria do campo cristalino (TCC). Onde a interação do íon central com os ligantes é uma relação totalmente eletrostática, onde os orbitais d do íon central irá sofre influência dos ligantes, ou seja, na reação ocorre a absorção do comprimento de onda quando o complexo entra no estado de oxidação, dependendo do comprimento de onda que foi absorvido a cor contraria é a que irá aparecer no complexo. Osíons metálicos que apresentam a camada d não preenchida formam complexos incolores, uma que vez o complexo deve ter a camada d semi preenchida para que ele seja colorido.












2. Objetivo

Verificar Algumas das propriedades gerais dos complexos em soluções e ilustrar conceitos ligados à formação e reatividade de compostos de coordenação.
3. ProcedimentosExperimentais

1. Estabilidade termodinâmica



1. Em dois tubos de ensaio (tubo 1 e tubo 2), foram colocados 1 mL de cloreto férrico diluído em HCl concentrado.

No tubo 1 foi colocado 1 mL de hidróxido de amônio concentrado.

No tubo 2 foi colocado primeiramente tiocianato de potássio em seguida foi colocado hidróxido de amônio concentrado.

2. Foiadicionado 1 mL de solução de nitrato de cobalto II em um tubo de ensaio e em seguida foi colocado algumas gotas de HCl concentrado, em seguida o tubo foi agitado. Depois foi colocado alguns cristais de um sal de zinco.




2. Inércia e Labilidade




1. Em um tubo de ensaio foi colocado 1 mL de Cloreto férrico e em seguida foi misturado com 3mL de HCl diluído a 3mL de solução deEDTA. Logo em seguida foi agitado. Depois foi colocado no mesmo tubo algumas gotas de solução de tiocianato de amônio.

2. Foi colocado em um tubo de ensaio 2 mL de cloreto de cromo III, acido acético e ADTA. Em seguida a solução foi dividida em dois tubos e um deles foi aquecido.




3. Efeito da presença de ligantes polidentados




1. Em três tubos de ensaio...
tracking img