Introdução à economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 99 (24706 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SebentaUA, apontamentos pessoais

Disciplina /61022 – Introdução à Economia

61022 Introdução à Economia

Autor: SebentaUA, apontamentos pessoais E-mail: sebentaua@gmail.com Data: 200772008 Livro: Introdução à Economia - João César das Neves, da Editora: Verbo/6.ª edição ou posterior Caderno de Apoio: Nota: Apontamentos efectuados para o exame da disciplina no ano lectivo 2007/2008

Oautor não pode de forma alguma ser responsabilizado por eventuais erros ou lacunas existentes. Este documento não pretende substituir o estudo dos manuais adoptados para a disciplina em questão.
SebenteUA – apontamentos

pessoais

página 1 de 57

SebentaUA, apontamentos pessoais

Disciplina /61022 – Introdução à Economia

I – Princípios fundamentais da Economia
1 – A economia
1.1 –Origem da Economia O que é a economia? ** A economia é essencial É importante ter presente que a Economia está ligada ao essencial da vida de cada um. Cada pessoa depende dos outros, do funcionamento da Economia para a maior parte das coisas: alimentação, vestuário, informação. Somos incapazes de produzir as coisas mais básicas: um pão, um fósforo, uma lâmpada, um par de calças, um motor de automóvel.Foi a compreensão desta ideia que deu início à teoria económica. Adam Smith – o pai da Economia. A harmonia do sistema económico moderno não residia só na eficiência do seu funcionamento, mas também na redução das diferenças entre as pessoas, embora ainda grandes. Esta maravilha fascinou Adam Smith e justificou um estudo que ele iniciou: A Teoria Económica. A economia baseia-se na troca. Naverdade, se cada um de nós tivesse de produzir tudo o que precisa E consome, da comida aos talheres, dos transportes ao mobiliário, não lhe seria possível possuir um décimo do que consome. Mas, no fundo cada família produz o que consome. Na verdade, ela não produz cada uma das coisas que utiliza, mas reduz uma coisa, que troca pelas outras. Nós não produzimos directamente as coisas que consumimos. Sótemos o que consumimos por troca. Este, como veremos, é um dos princípios essenciais da economia. A troca está na base da nossa economia e, se ela falhasse, o nível de vida das sociedades desceria muito, mesmo que cada um continuasse a produzir o que produz. O grande poder da Economia, ela estuda factos e fenómenos que são essenciais à vida concreta das pessoas e sociedades de sempre. ** A economiaé uma ciência A ciência Económica é composta por alguns princípios, poucos, muito simples, que devem ser sempre aplicados com inteligência. Os princípios essenciais são de aplicação geral, a sua concretização em cada caso gera resultados, prescrições completamente diferentes de situação para situação. Em Economia cada caso é um caso e não existem, como tantas vezes se observa nas propostaspoliticas reais, receitas de uso geral. Alfred Marshall «A multiplicidade na unidade e a unidade na multiplicidade». Nela, o mestre queria significar que, em Economia, é necessário encontrar as muitas causas de cada fenómeno, mas também procurar as muitas situações em que a mesma causa aparece. Daqui sai a segunda conclusão da nossa introdução: poucos são os que procuram ter dos problemas económicos umavisão rigorosa e científica. Marshall, no fim do século XIX e princípios do século XX, ordenou e estruturou a ciência económica em moldes que ainda hoje são as traves mestras da disciplina. Os seus profundos conhecimentos matemáticos, os seus raciocínios cristalinos e as suas grandes preocupações morais, sobretudo com os pobres, foram os elementos essenciais para essa construção.

SebenteUA –apontamentos

pessoais

página 2 de 57

SebentaUA, apontamentos pessoais

Disciplina /61022 – Introdução à Economia

*** A economia é uma ciência humana Na Economia, ao contrário de outras ciências, não se estudam fenómenos externos, como o nitrato de sódio ou o ornitorrinco, mas sim o ser humano e a sociedade. O facto de o objecto da ciência económica ser o próprio ser humano trás à...
tracking img