Intervencao em processos grupais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9244 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Travessias número 01 revistatravessias@gmail.com Pesquisas em educação, cultura, linguagem e arte.

INTERVENÇÃO EM PROCESSOS GRUPAIS E A QUESTÃO DA IDENTIDADE DE ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE POBREZA INTERVENTION IN GROUP PROCESSES AND THE PROBLEM OF ADOLESCENTS IDENTITY IN POVERTY SITUATION.

Salete Peters1 Fernando César Paulino-Pereira2 Sandra Regina Soares3

RESUMO: A escolha do tema"identidade" vinculado e lido a partir do processo grupal, surgiu do contato e observação de um agrupamento de adolescentes e jovens que se encontravam diariamente na praça para vivências espontâneas. Decorre deste fato uma inquietação e provocação e a necessidade de uma aproximação maior para compreender o modo de organização grupal dos mesmos, e, captar desse jeito o "ser grupo", as condições quepossibilitam a emergência da identidade num processo contínuo e dinâmico. A inserção e participação no grupo se fizeram necessárias e orientaram a pesquisa ação. Foi utilizado o diário de campo como instrumento de coleta de dados, as categorias sartreanas para análise do movimento grupal e a teoria da identidade para análise da movimentação dos sujeitos nos campos afetivo, valorativo e operativo.Palavras-Chave: Processo grupal, identidade, jovens, e adolescentes.

ABSTRACT: The choice of the subject identity "inserted and remarked " from the group process, were noticed through the observation of teenagers and young people which met every day in the square place for spontaneous experiences in life. To comprehend the way of this group, there is a need to know about a certain disturbing andprovocative situation that achieve this group. Then you can capture the “sense of group”, the conditions create an emergency of the identity that exist in a continuous and dynamic process. The entrance and the participation in the group were necessary in order to guide the action - research. Some papers were used as an instrument of collecting the
Psicóloga pela Uniararas. Doutor em PsicologiaSocial. Docente da Unimep. 3Mestre em Psicologia Social. Psicóloga do Centro de Referência da Mulher – Sumaré/SP. Coordenadora do Programa Iluminar Sumaré cuidando das vítimas de violência doméstica e sexual.
2 1

1

Salete Peters, Fernando César Paulino-Pereira, Sandra Regina Soares www.unioeste.br/travessias

Travessias número 01 revistatravessias@gmail.com Pesquisas em educação, cultura,linguagem e arte.

information.: Sartreanas categories for analysing the group moviment and the identity theory were seen into the affective, valorative and operative areas. Key-Words: Group process, identity, teenagers and young people.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS BERGER e LUCKMANN (2000) referindo-se a identidade do indivíduo situamna dando-se num contexto de socialização primária e socializaçãosecundária. Na socialização primária as aprendizagens são naturais, espontâneas e ocorrem constantemente no cotidiano através de relações mais próximas. Na socialização secundária o indivíduo entra em contato com um contexto social mais amplo e assimila papéis. Ao assumir papéis a pessoa se insere na realidade da qual faz parte (BERGER E LUCKMANN, 2000). CIAMPA (1986) ao narrar a trajetória deSeverina na sua busca de identidade, mostra claramente os papéis que ela assume tais como: vingadora, revoltada, manicure, esposa, mãe, budista. A partir dos papéis que assume vai tecendo seu eu. "Hoje olho para trás e digo: será que fui eu que passei todas essas partes?..me sinto outra pessoa, como que renasci" (CIAMPA,1986, p.121). Severina "ao aprender a ser outra, como que sai de si, torna-seoutra na realidade. O subjetivo torna-se objetivo, e a recíproca também" (CIAMPA,1986, p.145). O suceder-se de papéis e de personagens colocam o indivíduo numa dinamicidade criativa e recolocam-no sempre de novo nesta dinâmica do perfazer-se. "São como que modos de produção da identidade" (CIAMPA,1986, p 156). A mesmice neste contexto é intolerável, é morte, é anulação do vir a ser. Severino diz:...
tracking img