Intervenção do estado na economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6925 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Intervenção do Estado na Economia
Intervenção do Estado na Economia

Diogo Domingues nº3224
Génesis Alfredo nº32
Raquel Santos nº 3233
Rui Alexandre nº3234
Formador: Luis Carvalho
Diogo Domingues nº3224
Génesis Alfredo nº32
Raquel Santos nº 3233
Rui Alexandre nº3234
Formador: Luis Carvalho

Índice

Introdução 2
Funções e Organizações do Estado 3
Noção e funções do estado 3Áreas de intervenção do Estado 8
Sector Público 10
Intervenção do Estado na actividade económica 13
Evolução do Papel do Estado 13
Funções económicas e sociais do Estado 15
Instrumentos de intervenção económica e social do Estado 19
Planeamento 19
Orçamento de Estado 20
Receitas Públicas 21
Despesas Públicas 23
Medidas que o Estado pode envidar 24
Saldos Orçamentais 24Políticas económicas e sociais 26
Política económica 26
Politicas conjunturais e estruturais 27
Algumas políticas económicas e sociais do Estado 27
Politicas económias e socias do Estado Português 32
Conclusao 34
Bibliografia 35

Introdução

No âmbito da disciplina de economia leccionada pelo professor Luís Filipe Carvalho, foi-nos solicitado a elaboração de um trabalho, tendo porbase o seguinte tema “ A intervenção do Estado na Economia”
Este trabalho pretende demonstrar a intervenção do Estado na Economia, que de forma imprescindível assume um papel regulador no funcionamento da Economia, com o objectivo de combater desequilíbrios e desigualdades.
O nosso trabalho encontra-se segmentado de forma a criar um raciocínio lógico que permita compreender a forma comofunciona o Estado, através de uma análise à sua estrutura, enfatizando simultaneamente a importância que esta organização governamental assume numa sociedade.
À parte do que foi referido, será dada uma especial relevância a outros tópicos que complementados entre si indicam-nos de forma transparente e coerente toda a informação relativa ao Sistema Estatal. Dando seguimento ao que foi aludido, otópicos a abordar serão: Funções e Organização do Estado; Intervenção do Estado; Funções Económicas e Sociais do Estado; Instrumentos de Intervenção Económica e Social do Estado, e por fim, Politicas Económicas e Sociais.

Funções e organizações do estado

Noção e funções do estado

O estado é uma comunidade humana, que tem como propósito satisfazer as necessidades de toda a colectividade,garantindo assim a vida em sociedade.
Assim sendo, para garantir a vida em sociedade é necessário que o estado dite leis e regras que todos os cidadãos devem de seguir, salvaguardando assim os interesses de todos os membros da colectividade.
Deste modo, é verosímil afirmar que os fins do Estado serão sempre a promoção do bem-estar económico e social, a realização da justiça social e a garantia desegurança.

* Povo, conjunto de pessoas ligadas por laços de nacionalidade.
* Território, espaço geográfico que inclui o solo, o subsolo, o espaço aéreo e o espaço marítimo.
* Órgãos de soberania, poder político intrínseco ao estado.



Com a finalidade de cumprir o seu principal objectivo, isto é, satisfação das necessidades colectivas, o Estado desenvolve um conjunto deactividades que se designam por funções, deste modo temos quatro funções:




De acordo com as funções enumeradas anteriormente, o Estado dispõe de entidades, designadas por órgãos de soberania que têm como objectivo executar cada uma destas funções de acordo com a sua área de intervenção.
Segunda a Constituição da República Portuguesa, são considerados órgãos de soberania:

O Presidenteda República é o chefe de estado e o comandante supremo das forças armadas.
A eleição para este cargo deriva da votação dos cidadãos, através de um voto directo e secreto, tem um mandato de 5 anos, não podendo ser reeleito para um terceiro mandato consecutivo. As candidaturas são propostas por cidadãos eleitores (num mínimo de 7500 e num máximo de 15000) e o candidato para ser eleito tem...
tracking img