Interfaces no desenvolvimento de softwares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE TECNOLOGIA EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO VISUAL










INTERFACES NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES










BRASÍLIA
2010




INTERFACES NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES






Este trabalho tem como objetivo abordar o desenvolvimento de interfaces gráficas, considerando os aspectos ergonômicos, refletetambém sobre a necessidade a cerca da montagem de uma equipe de aspecto multidisciplinar para realizar essa tarefa.

















BRASÍLIA
2010
SUMÁRIO








INTRODUÇÃO 1

1 AS INTERFACES GRÁFICAS E O SER HUMANO 2


1.1 Aspectos ergonômicos nas interfaces gráficas 4
1.2 Ergonomia 4

2 CONCLUSÃO 6

3 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E WEBGRÁFICAS 7INTRODUÇÃO










As interfaces gráficas surgiram na década de 80, substituindo as interfaces de texto, até então dominantes, onde o usuário interagia com o computador por meio de comandos escritos, o que dificultava a sua utilização por pessoas leigas, devido à necessidade de decorar estes comandos e ainda conhecer todas as suasparticularidades (Stefanelli,2002, p. 7).
De acordo com Stefanelli, as interfaces de texto eram de difícil utilização, portanto, era impreterível que novas interfaces fossem criadas com o objetivo de facilitar e alcançar maior número de usuários.
Com o surgimento das interfaces gráficas, a imagem, elemento há muito consagrado na comunicação humana, passa a integrar a mediaçãoentre o homem e os computadores pelo uso de signos icônicos representando ações a serem desenvolvidas no ambiente computacional (Silva,1998, p. 7).
Diante disto, a relação homem-máquina deixou de ser meramente técnica e passou a ser estabelecida por meio de movimentos, imagens e sons, trazendo uma enorme carga de responsabilidade aos profissionais da área de Tecnologia.AS INTERFACES GRÁFICAS E O SER HUMANO



Apesar da maioria dos usuários de interfaces gráficas não conhecerem tudo o que envolveu a evolução tecnológica, essas interfaces têm se tornado cada vez mais presente no cotidiano pessoal e profissional em todo o mundo. Sua definição pode ser baseada em diversas áreas, entretanto seja à luz da ergonomia ou da engenharia desoftware, seu principal aspecto está em fornecer a possibilidade de interação entre o homem e o computador.
Ascencio (2000, p. 7) instrui que na construção de uma interface, a aplicação deve apresentar os resultados e que a interação do usuário com a máquina deve apenas interpretar aquilo que o programa já efetuou, ou seja, objetivando uma perfeita sintonia entre o homem e a máquina.Radfahrer (1999, p. 7) enfatiza que a interface não deve ser apenas atraente aos olhos humanos, mas, coordenar a isto a praticidade, a intuitividade e a naturalidade ao usá-la. Para tanto, deve-se levar em conta as necessidades daqueles que vão utilizar o produto final.
O desenvolvimento de interfaces gráficas é uma tarefa que necessita do envolvimento de uma equipe multiprofissionalque, cuidadosamente, deve observar todos os fatores que possam influenciar a sua usabilidade sem, contudo, deixar de levar em conta questões de portabilidade e manutenibilidade (Cybis W. A.,1998; Matias, 1995, p. 7).
Conforme Cybis e Matias, uma equipe multiprofissional deve observar os seguintes fatores: adequar o produto ao seu público alvo, não se esquecendo dos aspectos de análise desistemas.
Sendo assim, para a promoção de uma melhor interação homem-máquina, as interfaces devem possuir características como:
▪ Diversidade – obter o maior número de usuários adaptados respeitando suas particularidades, tendo o cuidado de manter uma linguagem padrão.
▪ Complacência – a interface deve prever os erros que serão cometidos quando da sua utilização,...
tracking img