Interface homem maquina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5486 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ergonomia e Usabilidade
Conhecimentos, Métodos e Aplicações

Walter Cybis Adriana Holtz Betiol Richard Faust

Novatec

1
CAPÍTULO
■ ■ ■

Princípios ergonômicos para Interfaces HumanoComputador – IHC

Conforme apresentado na introdução deste livro, a usabilidade é a qualidade que caracteriza o uso de um sistema interativo. Ela se refere à relação que se estabelece entre usuário,tarefa, interface, equipamento e demais aspectos do ambiente no qual o usuário utiliza o sistema. A construção de um sistema com usabilidade depende da análise cuidadosa dos diversos componentes de seu contexto de uso e da participação ativa do usuário nas decisões de projeto da interface, visto como o processo de configuração de qualidades internas e externas do sistema. Existe, porém, uma“configuração de base” a partir da qual uma interface pode favorecer o estabelecimento da usabilidade na relação usuário – sistema. Essa configuração se faz respeitando critérios, princípios ou heurísticas de usabilidade propostos por diversos autores e instituições nas últimas décadas.

1.1 Heurísticas de usabilidade
Jakob Nielsen, um dos maiores especialistas em usabilidade nos Estados Unidos, é autor deum livro clássico sobre o assunto, Usability engineering, de 1994, no qual ele propõe um conjunto de dez heurísticas de usabilidade (NIELSEN, 1994): visibilidade do estado do sistema; mapeamento entre o sistema e o mundo real; liberdade e controle ao usuário;
23

24
■ ■ ■ ■ ■ ■ ■

Ergonomia E UsabilidadE

consistência e padrões; prevenção de erros; reconhecer em vez de relembrar;flexibilidade e eficiência de uso; design estético e minimalista; suporte para o usuário reconhecer, diagnosticar e recuperar erros; ajuda e documentação.

A heurística de “mapeamento entre o sistema e o mundo real” está relacionada ao respeito aos modelos mentais dos usuários. A heurística de “reconhecer em vez de relembrar” está ligada ao funcionamento da memória permanente (veja tópicos relacionadosa modelos mentais e memória no Apêndice A).

1.2 Regras de Ouro
Outro autor conhecido da área, Ben Shneiderman, propõe oito “regras de ouro” para o projeto e a avaliação de interfaces em seu livro clássico Designing the user interface (SHNEIDERMAN & PLAISANT, 2004):
■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■

perseguir a consistência; fornecer atalhos; fornecer feedback informativo; marcar o final dos diálogos;fornecer prevenção e manipulação simples de erros; permitir o cancelamento das ações; fornecer controle e iniciativa ao usuário; reduzir a carga de memória de trabalho.

1.3 Princípios de Diálogo
A norma ISO 9241:10 propõe em sua parte 10, Princípios de Diálogo, sete princípios ergonômicos para o projeto e a avaliação de Interfaces HumanoComputador para aplicações de escritório (ISO 9241:10, 1998): CapítUlo 1  prinCípios ErgonômiCos para iHC
■ ■ ■ ■ ■ ■ ■

25

adaptação à tarefa; autodescrição (feedback); controle ao usuário; conformidade às expectativas do usuário; tolerância aos erros; facilidade de individualização; facilidade de aprendizagem.

1.4 Critérios ergonômicos
O sistema de qualidades adotado neste livro é conhecido como “Critérios Ergonômicos” e foi desenvolvido pordois pesquisadores de língua francesa, Dominique Scapin e Christian Bastien, ligados ao INRIA (Instituto Nacional de Pesquisa em Automação e Informática da França). Eles propuseram, em 1993, um conjunto de oito critérios ergonômicos principais que se subdividem em 18 subcritérios e critérios elementares. O objetivo de tal sistema é o de minimizar a ambigüidade na identificação e classificação dasqualidades e problemas ergonômicos do software interativo. Esses autores mostraram que seus critérios proporcionam o aumento da sistematização dos resultados das avaliações de usabilidade de uma dada interface (BASTIEN & SCAPIN, 1993). Isto é, quando diferentes especialistas empregam esses critérios como ferramenta de avaliação, eles obtêm resultados mais parecidos, diminuindo, assim, um dos...
tracking img