Instrumentos do pensar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTRUMENTOS DO PENSAR (GEORGEOCOHAMA DURLECK)

1. Introdução
É difícil determinar com clareza as diversas contribuições para a formação do pensamento moderno. Mas, se reduzirmos nosso interesse aos aspectos filosófico e científico – intimamente ligados nessa época - despertam de imediato em nossa mente três nomes: Descartes, Galileu e Francis Bacon.
Muito se tem discutido sobre a maior oumenor influência que esses três pensadores tiveram na formação da consciência filosófica e científica modernas, porém a contribuição de cada um deles é de natureza muito distinta. Por que havia tanta preocupação e debate em torno da Razão na época de Descartes? Por que a racionalidade humana se tornou um problema para a Modernidade?
Na cultura do Ocidente a racionalidade humana parecia uma coisaevidente desde o séc. IV a.C., quando Aristóteles elaborou essa definição de ser humano. No entanto essa racionalidade deixa de ser considerada a marca humana entre os séculos V e XV, Idade Média, em que predomina o feudalismo, período em que tudo estava envolto numa aura de religiosidade e  misticismo. Na Idade Média, as sociedades européias giraram em torno da Igreja Católica e do cristianismo: afé cristã passou a ser o principal guia da existência humana, a Razão perdeu sua posição de condutora privilegiada do homem.
Na concepção medieval, era muito restrito o campo de ação livre e autônoma da Razão, voltada apenas para ações consideradas secundárias. Quem se arriscasse a usar a Razão como ferramenta de conhecimento não poderia jamais deixar de lado a Revelação bíblica, e muito menosentrar em conflito com ela. Ensinava-se à força ou não, que confrontar Razão e Revelação era chocar-se diretamente contra Deus (e a Inquisição).
Os bispos tinham ordem de assalariar informantes cujo dever era denunciar todos os cristãos suspeitos, isto é, todos aqueles cuja maneira de viver divergia da dos católicos. Os bispos, então, examinavam estes cristãos e os puniam como lhe aprouvesse. Aatmosfera tendia para o completo desprezo da atividade racional. Porém a Modernidade, reconfigura o lugar e a importância da Razão.
A idéia de Modernidade está estreitamente relacionada à ruptura com a tradição, ao novo, à oposição à autoridade da fé pela razão humana e à valorização do indivíduo, livre e autônomo, em oposição às instituições. Essas idéias terão uma importância central nodesenvolvimento do pensamento de Descartes. A crença no poder crítico da razão humana individual, a metáfora da luz e da clareza que se opõem à escuridão e ao obscurantismo, e a idéia de busca do progresso que orienta a própria tarefa da filosofia são alguns dos traços fundamentais da modernidade de Descartes.
Descartes é antes de tudo um filósofo. Com ele se inicia um novo modo de filosofar quecaracterizará o pensamento moderno e que se pode denominar idealismo, num sentido amplo. Viu na matemática o paradigma do conhecimento e definiu a estrutura racional e mecânica da natureza, princípio que serviu de sustentação para todo o desenvolvimento posterior da ciência moderna. Sua preocupação metodológica é fundamental e está baseada na crença do poder e da razão.
Descartes foi um filósofo;Galileu, um homem de ciência. Bacon não é, a rigor, nem uma coisa nem outra. Em suma, Bacon é um metodólogo. É o primeiro que expõe de forma sistemática o método indutivo que tanto tem contribuído no desenvolvimento das ciências da natureza. Num mundo em que se quer avançar, criar novos caminhos para nada serve o silogismo (aristotélico), torna-se infecundo por ser incapaz de descobrir novas verdades.O problema do método é, por conseguinte, a questão inicial e básica da filosofia moderna. Descartes e Bacon são seus máximos expositores.
2. Bacon e Descartes
Um inglês, outro francês. Um acossado da vida pública. O outro, católico fervoroso. Apesar de terem trilhado caminhos bem diferentes em suas vidas pessoais, o mundo intelectual os situa bastante próximos entre si, em virtude das razões...
tracking img