Inseto praga

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5860 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSETO PRAGA

2. CONCEITO DE INSETO-PRAGA

O conceito de "praga" é bastante dinâmico e relativo uma vez que, envolve um conjunto de fatores de natureza ecológica, econômica, social e cultural. Um único inseto jamais pode ser considerado praga já que não compensa economicamente a sua eliminação, exceto nos casos de insetos vetores deagentes fitopatogênicos que mesmo em baixo nível populacional, justifica seu controle.
Este conceito está relacionado com população de insetos que esteja causando algum tipo de prejuízo, cuja eliminação compense sob o ponto de vista econômico (NAKANO et al., 1981).
De acordo com SILVEIRA NETO (1976) o crescimento e o tamanho da população dos insetos variam aolongo do tempo, flutuando em função da presença ou ausência dos fatores ecológicos (Fig.1). Estes fatores podem ser de dois tipos básicos: independente da densidade populacional como os climáticos (radiação solar, temperatura, luz, umidade relativa, pluviosidade, vento, pressão, etc.) e físicos (edáficos, gravidade, som e tipo de planta cultivada); bem como dependente da densidade populacional comoos fatores alimentares e os bióticos (competição intra e interespecífica, além dos inimigos naturais como parasitóides, predadores e microorganismos entomopatogênicos).
Na primeira fase em que a curva se apresenta na forma de uma sigmóide, considerada como fase logarítmica, o crescimento populacional é muito rápido. Em seguida há um decréscimo no crescimento ocorrendo nesta fase,um equilíbrio da população, manifestada pela estabilização do nível populacional por um período mínimo de cinco anos. Também nesta fase a população apresenta uma oscilação (afastamento simétrico do nível de equilíbrio) e flutuação (afastamento assimétrico do nível de equilíbrio). Por último, há uma fase de crescimento negativo, quando a população do inseto decresce podendo chegar até a extinção.Figura 1. Modelo de crescimento padrão e flutuação populacional de insetos. (SILVEIRA NETO et al., 1976)

NÍVEIS POPULACIONAIS

Tendo em vista as flutuações populacionais de insetos em função da presença ou ausência dos fatores bióticos e abióticos, é possível definir trêsníveis básicos de densidade populacional:
- Nível de Equilíbrio (NE); corresponde à densidade média populacional de insetos, durante um longo período de tempo na ausência de mudanças permanentes no ambiente;
- Nível de Controle (NC); corresponde à densidade populacional na qual medidas de controle devem ser efetivadas para que os prejuízos (Danos) econômicos não aconteçam;- Nível de Dano (ND); corresponde à menor densidade populacional do inseto que implica em prejuízo ao agricultor.
Quando a população de insetos encontram-se em (NE), o agroecossistema deve ser apenas monitorado, pois neste estágio nenhuma medida de controle se justifica. Corresponde ao período em que é dada a “chance” para os inimigos naturais atuarem.Conforme a posição do Nível de Equilíbrio da população de uma determinada espécie de inseto em relação ao Nível de Controle e Nível de Dano determinados para a praga, considerando todos os aspectos intrínsecos à lavoura em questão, pode-se caracterizar as seguintes condições para que um determinado inseto venha a adquirir ou não, o status de praga (Fig.2):
a. Inseto não praga -quando o NE situa-se abaixo do NC e ND e os picos populacionais nunca atingem o NC ou ND.
b. Pragas esporádicas - quando o NE situa-se abaixo do NC e ND e os picos populacionais atingem ocasionalmente o NC ou ND, podendo restabelecer o equilíbrio após a adoção de medidas de controle.
c. Insetos-praga - quando o NE está situado abaixo dos NC e ND,...
tracking img