Inovação tecnológica e desenvolvimento humano: aspectos importantes para a análise da qualidade de vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Inovação Tecnológica e Desenvolvimento
Humano: aspectos importantes para a
análise da qualidade de vida
MARCO ANTONIO BETTINE DE ALMEIDA
DOUTORANDO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FEF-UNICAMP.
E
stamos na era da globalização e informatização. Uma
das características deste nosso período é a velocidade
das transformações sociais e a rapidez como se constituem as novas tecnologias. Todasas áreas do conhecimento
sofrem impactos desta produção em grande escala.
Com a inter-relação das diferentes áreas acadêmicas, cada
vez mais um progresso científi co sai da sua esfera de origem e
atinge a construção do conhecimento de outro campo, como
os avanços da genética infl uenciando as teorias sociais ou
a invenção dos motores a bio-diesel relacionando-se com a
ecologia. Enfi m,as novas tecnologias e seu impacto na vida
das pessoas acaba sendo um fi o condutor importante para
interpretar os avanços no desenvolvimento social e, mais ainda, na qualidade de vida, que é considerada uma área multidisciplinar por excelência (GUTIERREZ e ALMEIDA, 2006).
Neste capítulo, particularmente, serão analisados os caminhos da tecnologia e sua aproximação ou afastamento daqualidade de vida de maneira ampla, preocupando-se em apresentar dados empíricos do Relatório do Desenvolvimento Humano
(RDH) que avalia o impacto das Novas Tecnologias, relacionando-o com diferentes pesquisas que tratam sobre o tema.52
Para os limites deste trabalho, compreender-se-á Qualidade de Vida pelos seus aspectos de condições de vida e estilo
de vida, como apontado por Gonçalves (2004). Otexto fará
uma incursão nas novas tecnologias apresentadas no relató-
rio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento
(PNUD) e sua relação com a qualidade de vida, bem como
discutir a interface da tecnologia e sua aplicação. Para Gutierrez e Almeida (2006) seria um contra-senso utilizar a denominação qualidade de vida para avanços tecnológicos que
possuem um corte econômicolimitador, por isso o acesso
torna-se fundamental na avaliação das conquistas científi cas
para o desenvolvimento humano.
Novas tecnologias: instrumento para o
desenvolvimento humano
Existe a esperança de que as novas tecnologias irão conduzir para vidas mais saudáveis, maiores liberdades sociais,
conhecimento e meios de vida mais dignos. Essa crença, ao
analisar os dados objetivos, éverdadeira, pois os avanços sociais do século XX apontam para a melhoria do desenvolvimento humano tendo íntima relação com os avanços tecnológicos (Relatório do Desenvolvimento Humano, 2001, p.2).
Podemos citar a redução da subnutrição na Ásia do Sul em 30
anos de 40% para 23%; o acesso ao conhecimento livre pela
Internet; a produção e distribuição de novos medicamentos
e o maior rendimentoagrícola. Todo este progresso, em tese,
propiciaria um desenvolvimento da qualidade de vida de maneira ampla; no entanto, muitos desses conhecimentos estão
a serviço do mercado, porque ele se mostrou uma máquina
poderosa para os avanços científi cos.
Ianni (2002) aponta que a lógica do mercado é produzir a
nova tecnologia para o lucro, não tem como fi m o desenvolvimento humano ou a qualidadede vida, mas sim a preservação e reprodução do poder. Habermas (1987) explica que o
mercado age estrategicamente, com um fi m lógico estabelecido que é busca por mais dinheiro. Contudo, os indivíduos no
mundo da vida – local livre de interferência do Mercado ou
do Estado – podem se apropriar do conhecimento produzido Estratégias e Políticas em Qualidade de Vida
53
e ampliar sua esfera deação para a busca do conhecimento
compartilhado (GUTIERREZ e ALMEIDA, 2006). Porém, esta
passagem, muitas vezes, não é linear.
Enquanto os discursos favoráveis à produção tecnológica
apontam as melhorias em grande parte dos índices analisados
pelo RDH (2001, p.22), como a queda da pobreza extrema de
29% para 23% da população mundial; diminuição da desnutrição em 40 milhões; aumento na...
tracking img