Inicial trabalhista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES (RJ),






VICTOR BRITO DAS COUVES, brasileiro, solteiro, auxiliar de almoxarifado, portador da CTPS nº XXX série XXX e da CI RG nº XXX, inscrito no CPF sob o nº XXX e no PIS sob o nº XXX, nascido em XXX, filho de XXX, residente e domiciliada na Rua Cora Coralina,100, Pq. Corrientes, nesta cidade, CEP nº28050-400 , assistido pelos advogados abaixo assinados, com endereço profissional na Av. Cecília Meireles, 311, sala 301, Centro, nesta cidade, CEP nº 28050-400, vem, mui respeitosamente, à presença de Vossa Excelência ajuizar

RECLAMAÇÃO TRABALHISTA

em face da PRÓ-VIDA ( CLÍNICA DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO LTDA), pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº XXX, comendereço na Rua XXX, nesta cidade, CEP nº XXX, pelos fatos que adiante vão:

I.DA INEXISTÊNCIA DE COMISSÃO DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA

Registra o reclamante que não existe nesta localidade Comissão de Conciliação Prévia, logo não pode ser observada a exigência feita pelo artigo 625-D, da CLT.

II. DA GRATUIDADE DE JUSTIÇA

Inicialmente, requer, com fulcro no §3º, do art. 790, da CLT, bem como na Leinº 1.060/50, a concessão dos benefícios da gratuidade de justiça, uma vez que não possui condições financeiras de arcar com o pagamento de custas processuais, sem prejuízo do sustento próprio, conforme declaração acostada à presente exordial.

III. DOS FATOS E DOS FUNDAMENTOS JURÍDICOS

O reclamante foi admitido pela reclamada em 08.05.2009, para exercer a função de porteiro, sendo promovidopara auxiliar de manutenção e, por fim, auxiliar de almoxarifado, sendo dispensado, sem justa causa, em 09.03.2010, quando recebeu a “notificação de dispensa”.

A reclamada procedeu à baixa na CTPS do reclamante com data de 09.03.2010, desrespeitando, pois, o art. 7º, inc. XXI, da CRFB/88,uma vez que o prazo mínimo de duração do aviso prévio é de TRINTA DIAS. Assim, a data da baixa não podeser a constante da CTPS do reclamante, mas, sim, 09.04.2010 ( OJ nº 82, da SDI -1, do TST).

Seja indenizado ou laborado, o prazo de duração do aviso prévio INTEGRA O CONTRATO DE EMPREGO PARA TODOS OS EFEITOS (mais um mês de férias, de 13º salário, de depósito de FGTS), conforme prescrevem o art. 487, §1º, da CLT e a Súmula 371, do TST. Nesse sentido, a lição dos professores Christiano AbelardoFagundes Freitas e Léa Cristina Barboza da Silva Paiva, in Manual de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho ( 2ª ed., editora Grafimar, Campos dos Goytacaszes, 2011), in verbis:

“Atualmente, o aviso prévio é de, no mínimo, 30 (trinta) dias, em consonância com o art. 7º, inc. XXI, da CRFB/88. Assim sendo, importante registrar que o art. 487, I, da CLT, não foi recepcionado pela CartaMagna, uma vez que faz menção a aviso prévio de 8 (oito) dias.
O prazo mínimo do aviso prévio, com a Constituição de 1988, é de 30 dias. A Carta Magna não recepcionou, portanto, o curto interregno de 8 dias, referido no art. 487, I, da CLT, previsto para contratos com pagamento semanal de salário ou fração temporal inferior.” Christiano Abelardo Fagundes Freitas e Léa Cristina Barboza da Silva Paiva,in Manual de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho (Christiano Abelardo Fagundes Freitas e Léa Cristina Barboza da Silva Paiva, in Manual de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, 2ª ed., editora Grafimar, Campos dos Goytacaszes, 2011).

O reclamante, quando da rescisão contratual, vencia salário mensal da ordem de R$ 560,00.

A reclamada , até a presente data, não pagou aoreclamante as verbas oriundas da terminação do pacto laboral [ aviso prévio; férias e 13º proporcionais e indenização de 40% sobre FGTS] , bem como os salários dos meses de novembro e dezembro de 2009. No mês de janeiro de 2010, o reclamante recebeu apenas R$ 120,00 e, no mês de março, recebeu R$ 60,00.

A reclamada também não efetuou, em conta vinculada do reclamante , os depósitos do FGTS...
tracking img