Informatica na 3 idade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A informática além do ensinar: conviver e interagir com idosos
Caroline Andréia Eifler Saraiva, Irani I. de Lima Argimon (orientador)
Programa de Pós-Graduação, Faculdade de Psicologia, PUCRS
Resumo
O presente artigo teve por objetivo analisar o vínculo existente na relação professoraluno
em aulas particulares de informática. Em um enfoque de pesquisa qualitativo, foram
aplicadosquestionários com questões referentes ao relacionamento professor-aluno no
aprendizado da informática. A análise dos dados, feita através da Análise de Conteúdo,
apresentou três unidades de análise definidas como afeto, empatia e conhecimento. Constatouse,
além dos benefícios de um vínculo afetivo, que a aula muitas vezes transcende os limite
dela própria, tornando-se um momento não só de aprendizado,mas de entretenimento e troca
de experiências.
Introdução
O homem contemporâneo possui uma nova forma de pensar o tempo, de se organizar e
agir, é um ser globalizado. Essa transformação se deu, em parte, pela evolução das
tecnologias, de tal forma que não se vive um dia sem ter contato com algum equipamento
eletrônico. O ponto positivo é que o cidadão possui alta capacidade de manipularinformação
mesmo no âmbito de sua vida privada, a tal ponto que quaisquer necessidades que possa ter
nesse tipo de ambiente são facilmente satisfeitas. O ponto negativo é a exclusão de algumas
parcelas da população para o uso desse conhecimento, entre elas, os idosos.
Ao mesmo tempo em que a sociedade encontra-se informatizada, o País experimenta
um processo de envelhecimento populacional, cujaexpectativa atual de vida dobrou nos
últimos 50 anos. Essas mudanças tornaram-se mais nítidas a partir de 1940, em virtude da
melhoria do padrão de vida do brasileiro, associada ao progresso das condições de trabalho, à
III Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação – PUCRS, 2008
urbanização e ao incremento das condições gerais de saúde da população, especialmente as
relativas ao controle damortalidade provocada por doenças comuns da infância.
Balbinotti (2003) atenta para o fato de que os adultos maduros de hoje estão
construindo uma identidade própria, com outro perfil, que inclui continuar atuante, realizando
projetos, lutando pela manutenção da sua auto-estima. São pessoas que, num mundo atual e
globalizado, pretendem não estar à margem do processo como um todo.
Para essa populaçãosaudável e disponível a novos aprendizados, a informática pode
ser um instrumento de autonomia, criando um elo de ligação intergeracional, através da
linguagem, da troca de informação e da formação de uma rede de relacionamentos. A
população idosa que, por fatores de transição e especificidades, ficou excluída do processo de
inclusão tecnológica, tem na sociedade da informação uma nova chance dereconstruir seus
referenciais afetivos, familiares e sociais.
Diante desse cenário, o tema deste trabalho foi escolhido com o intuito de analisar o
vínculo existente na relação professor-aluno em aulas particulares de informática para idosos.
O fato de escolher essa faixa etária deve-se ao crescimento no número de idosos interessados
em inserir-se tecnologicamente, com característicasindividuais diversas, para os quais a
informática tende a ser uma nova forma de entretenimento, acontecendo de maneira
prazerosa, agradável e sem cobranças.
Metodologia
Estudo do tipo qualitativo onde foram entrevistados 8 idosos, com idade média de 69
anos, todos residentes em Porto Alegre. Como critérios de inclusão foram definidos: idade
maior ou igual a 60 anos e ter tido aulas com umprofessor particular. Para contemplar o
enfoque de pesquisa qualitativo, foram aplicados questionários com questões referentes ao
relacionamento professor-aluno no aprendizado da informática.
Resultados e Discussão
Através da Análise de Conteúdo de Bardin (2002), os dados foram categorizados e
divididos em três unidades de análise definidas como afeto, empatia e conhecimento.
A primeira unidade...
tracking img