Infertilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2850 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução


A infertilidade é uma realidade que afecta cada vez mais a população Mundial e Portuguesa também, devendo ser encarada como um problema do casal e da sociedade. Segundo estimativas da faculdade de Medicina do Porto, a incidência nacional é de 10 a 15%, semelhante à média europeia. Em Portugal perto de 500 mil indivíduos, em idade de procriar, sofrem de problemas defertilidade e todos os anos surgem perto de dez mil novos casos (Moutinho, 2004). A Organização Mundial de saúde (1990) tem definido infertilidade pela ausência de concepção depois de pelo menos dois anos de relações sexuais não protegidas. Os factores de infertilidade podem ser absolutos ou relativos, dando origem, respectivamente, à esterilidade ou hipofertilidade. No caso da esterilidade existe umaincapacidade total de fecundar ao passo que a hipofertilidade corresponde à diminuição das capacidades reprodutivas do sujeito resultando num maior período necessário para conceber. (Moutinho, 2004). Os estudos organizados e dirigidos pela Organização Mundial de Saúde (1990) relativamente à infertilidade mostram que existe um contributo feminino superior em 52% dos casos face ao masculino mas que emcerca de 1/3 das situações os motivos para ocorrência da doença situam-se em ambos os membros do casal.
A taxa de infertilidade entre os casais jovens é hoje mais elevada provavelmente devido, por um lado, a factores que decorrem dos diferentes papéis assumidos pela mulher e pelo homem na vida familiar e social na qual se verifica uma progressiva tendência de adiamento da primeira gravidezpara a 4ª década de vida. Por outro lado, existem outros factores tais como a poluição, tabaco, stress, medicamentos, álcool, hereditariedade, excesso de peso, prática de abortos clandestinos, doenças sexualmente transmissíveis e factores emocionais.
Existem opções sociais, tais como a adopção, que poderão constituir para muitos casais, a melhor forma de superar a ausência de filhos. Porém, sãoas técnicas de Reprodução Medicamente Assistida (RMA), que permitiram que muitos casais pudessem ter filhos. A infertilidade afecta na forma como os sujeitos sentem-se em relação a eles mesmos, nas suas relações e nas suas perspectivas de vida. As respostas emocionais incluem depressão, ansiedade e vários estádios de dor bem como situações de isolamento social, disrupção da vida sexual e aumentogeral da tensão conjugal.
A resposta ao diagnóstico de infertilidade tem sido associada a modelos de perda ou dor (Christie, 1997; Seibel & Taymor, 1982 cit. por Hart, 2002), depressão devido à incapacidade dos pacientes conceberem (Hunt & Monach, 1997; Syme, 1997 cit. por Hart, 2002) e ansiedade ou stress devido à natureza dos procedimentos do tratamento e medo de que este falhe (Mori,1997; Robinson et al., 1996; Salzer, 1991 cit. por Hart, 2002). As pesquisas indicam que a angústia sentida pelas mulheres que fazem tratamentos de fertilidade aumenta com o passar do tempo (Berg & Wilson, 1991 cit. por Hart, 2002) atingindo o seu pico entre o 2º e 3º ano (Domar, Clapp, Slawsby, Kessel & Orav, 2000 cit. por Hart, 2002). Segundo Mori (1997 cit. por Hart, 2002), a experiência deansiedade foi associada à de dor, sendo que, pacientes mais ansiosas têm maiores dificuldades em lidar com o estádios de dor quando os procedimentos não são bem sucedidos. Nesse estudo, mais de metade das mulheres tinha uma visão pessimista face à possibilidade de uma gravidez bem sucedida. O processo de aceitar a infertilidade foi classificado em 3 fases: choque-solidão, aceitação eesperança-expectativas. Os resultados mostraram que as pacientes com elevados graus de ansiedade situavam-se mais na fase choque-solidão tendo menor probabilidade de passar à fase de aceitação. Em relação às atitudes face ao tratamento, 3 itens mostraram uma associação significativa com o grau de ansiedade: grau de positividade, perspectivas face à gravidez e agitação com o tratamento. Isto indica que uma mulher...
tracking img