Inclusao teste

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1793 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TESTE SEU PODER DE INCLUSÃO Maria Teresa Eglér Mantoan Faculdade de Educação – Unicamp Caro (a) Professor (a): A inclusão tem nos preocupado bastante, não é mesmo? Cada um diz uma coisa. Ora são os pais, ora os especialistas, ora os médicos, além da televisão, dos congressos, cursos, dos livros em geral, que nos afligem, despencando nas nossas cabeças todas as responsabilidades por uma virada doavesso das escolas. A gente fica desnorteado(a) com tantas idéias, argumentos, novidades. E quase sempre sobra para a sala de aula, para o(a) professor(a) a parte mais difícil, não é mesmo? Mudar as práticas, escolares, aprendidas com tanto custo, é um desafio daqueles... Muitos acham que os(as) professores(as) são resistentes, acomodados(as), apegados(as) aos velhos hábitos de trabalho. Seriammesmo? Teste, então, o seu poder de inclusão! Faça um check up inclusivo. O exame é simples, despretensioso, mas poderá ser útil, e alertar para o risco que se corre de contaminar outros colegas com o vírus da exclusão, que parece ser endêmico em nossas escolas. Os sintomas que denunciam esse estado doentio de muitos de nós são: • febre e outros distúrbios que denotam um combate a tudo o que é novoe invade

a sala de aula e a maneira conservadora de atuar nela; • • • • arrepios ao pensar que é preciso mudar nossas atitudes diante das diferenças; congestão de práticas especializadas; dores de cabeça para diversificar o ensino; problemas de coluna ao carregar o peso de mais alunos (e com problemas bem

mais graves do que os habituais...); • mal-estar de estômago, ao ouvir o que a inclusãoacarreta de novidades na

avaliação da aprendizagem; • um cansaço generalizado advindo da participação nos encontros de formação

sobre inclusão; • vírus! Para esse breve exame, as regras são: 1. Coloque-se na condição dos professores(as) que aqui apresentaremos; outros sintomas derivados desses todos e que dependem do estado de saúde

educacional e do estado do sistema imunológico de cadaum, para enfrentar o referido

2. Escolha a alternativa que você adotaria em cada caso, mas sem pensar muito, respondendo com o que vem mais rápido à cabeça. 3. Descubra e aprenda mais sobre si mesmo(a).

Responda às questões e confira: 1) A professora Sueli procura incluir um aluno com deficiência mental em sua turma de 1ª série. Tudo caminha bem, em relação à socialização desse educando,mas diante dos demais colegas, o atraso intelectual desse aluno é bastante significativo. Neste caso, como você resolveria a situação? (A) - Encaminharia o aluno para o atendimento educacional especializado oferecido pela escola? (B) - Solicitaria a presença de um professor auxiliar para acompanhar o aluno em sala de aula? (C) - Esperaria um tempo para verificar se o aluno tem condições de seadaptar ao ritmo da classe ou precisaria de uma escola ou classe especial?

2) Júlia é uma professora de escola pública. Já faz quatro anos que leciona na 2ª série. Há um fato que a preocupa muito atualmente: o que fazer com alguns de seus alunos, que estão fazendo pela terceira vez aquela série? Para acabar com suas preocupações, qual seria a melhor opção? (A) - Encaminhá-los a uma sala de alunosrepetentes, para serem mais bem atendidos e menos discriminados? (B) - Propor à direção da escola que esses alunos sejam distribuídos entre as outras turmas de 2ª série, formada por alunos mais atrasados? (C) - Reunir-se com os professores e a diretora da escola e sugerir que esses alunos se transfiram para turmas da mesma faixa etária, até mesmo para as classes de Educação de Jovens e Adultos (EJA),caso algum já esteja fora da idade própria do Ensino Fundamental?

3) Cecília é uma adolescente com deficiência mental associada a comprometimentos físicos, que está freqüentando uma turma de 3ª série do Ensino Fundamental, na qual a maioria de seus colegas é bem mais nova do que ela. A professora percebeu que Cecília está desinteressada pela escola e muito apática. Qual a melhor saída, na...
tracking img