Inclusao social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5468 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO



Este artigo tem por finalidade avaliar e diagnosticar o estágio atual da inclusão Social das Pessoas com Deficiência no Âmbito Escola, tomando-se por base a opinião de pais de alunos com e sem deficiência, dos monitores da Associação de Pais e Amigos do Excepcional, assim como dos professores inseridos na rede regular de ensino. Constata-se, ao longo do trabalho, que a InclusãoSocial das Pessoas com Deficiência no âmbito Escolar é um tema polêmico, frente ao qual divergem as opiniões quanto aos seus limites e reais possibilidades, reforçando a necessidade da sociedade rever seus conceitos e valores a ponto de entender o real significado e amplitude decorrente da inclusão escolar, em especial, sobre o prisma da diversidade. Nesse contexto, torna-se indispensável o papel doAssistente Social no que diz respeito ao acolhimento dos diversos segmentos envolvidos no processo de construção do ensino a fim de tornar a inclusão social das pessoas com deficiência uma realidade.


Palavras-chave: Inclusão Social - Pessoas com Deficiência - Diversidade. Assistente Social - Acolhimento.















1 INTRODUÇÃO

É inegável a diversidade em prolda qual é composta a sociedade brasileira. Neste contexto situam-se as pessoas com deficiência, cujas limitações não podem obstar o exercício dos direitos e garantias fundamentais decorrentes da sua condição humana.
Por sua vez, insere-se dentre estes direitos e garantias o direito à educação inclusiva, com vistas a fomentar o desenvolvimento das capacidades e potencialidades das pessoascom deficiência.
Todavia, a Inclusão Social das Pessoas com Deficiência é um tema polêmico, frente ao qual divergem as opiniões quanto aos seus limites e reais possibilidades.
Neste sentido, quer seja por receio, preconceito, medo ou até mesmo desconhecimento do real significado do que vem a ser a educação inclusiva parte da sociedade apresenta objeções quanto à capacidade daspessoas com deficiência de conviver juntamente com pessoas sem deficiência no âmbito escolar.
Estas objeções, tal como se verá ao longo do trabalho, reportam-se como resquícios de uma herança cultural na qual buscava-se inicialmente segregar estas pessoas com objetivos até mesmo de protegê-las.
Todavia, com base nos argumentos apresentados e discutidos ao longo do trabalho, apoiando-senas concepções de educadores como Romeu Kamui Sassaki e Cláudia Werneck, não se pode deixar de enumerar os benefícios que a educação inclusiva carrega consigo mesmo, em especial, no que tange ao rompimento do preconceito e tabus existentes no meio social em face das limitações apresentadas pelas pessoas com deficiência.
Missão esta que depende do acolhimento de todos os segmentos envolvidosno processo de construção da educação inclusiva como os pais de alunos com e sem deficiência, os professores da rede regular de ensino e o corpo diretivo da administração escolar; o que torna indispensável a participação do Assistente Social junto à este processo.
Neste sentido torna-se essencial a análise do significado contido através da expressão “pessoa com deficiência”, a ponto deentendermos as variáveis compreendidas no processo de inclusão escolar das pessoas com deficiência.
2 A INCLUSÃO SOCIAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA – CONSIDERAÇÕES INICIAIS

2.1 Significado da expressão pessoa com deficiência


A deficiência em suas diversas faces é uma realidade que precisa ser decisivamente encarada como a mesma se apresenta. Ademais, não se deve ter receio deempregar a terminologia pessoa com deficiência como se fosse sinônimo de algo desagradável ou pejorativa conforme ressalta Sassaki (2006, p. 15):


às vezes, encontramos na literatura, em palavras e em conversas informais o uso das expressões pessoas portadoras de necessidades especiais, pessoas com necessidades especiais e portadores de necessidades especiais como sendo melhor do...
tracking img