Inclusão digital

No mundo da era da informação, a inclusão digital é um assunto muito abordado nos meios de comunicação e vem sendo discutido por todos, principalmente na política, surgindo a partir daí, projetos e programas sociais, e que hoje vemos implantados em vários países.
Hoje vemos a grande necessidade da inclusão digital: empresas que se beneficiam e vivem de soluções digitais, o estudo a distância queé uma grande rede conectada, e o acesso que temos a um grande acervo de cultura e pesquisa. Mas sabemos que ainda é grande, a exclusão digital, são milhares de pessoas sem acesso ás redes de comunicação interativa.

2 DESENVOLVIMENTO
“Inclusão digital e exclusão digital”.
Inclusão digital ou informação infoinclusão é a democratização do acesso às tecnologias da informação,de formapermitir a inserção de todos na sociedade da informação.
Inclusão digital é também simplificar a sua rotina diária,maximinizar tempo e as sua potencialidades. Um incluído digitalmente não é aquele que apenas utiliza essa nova linguagem, que é o mundo digital, para trocar e-mails, mas aquele que usufrui desse suporte para melhorar as suas condições de vida.

A inclusão Digital, para acontecer,precisa de três instrumentos básicos que são: computador, acesso a rede e o domínio dessas ferramentas, pois não basta apenas o cidadão possuir um simples computador conectado à internet que iremos considerar ele, um incluído digitalmente. Ele precisa saber o que fazer com essas ferramentas.
Entre as estratégias inclusivas estão projetos e ações que facilitam o acesso de pessoas ás tecnologias dainformação e comunicação. A inclusão digital volta-se também para o desenvolvimento de tecnologias que ampliam para usuários com deficiência.
Dessa forma toda a sociedade pode ter acesso as informações disponíveis na internet, e assim produzir e disseminar conhecimento. A inclusão digital inseresse no movimento maior de inclusão social, um dos grandes objetivos compartilhados por diversosgovernos ao redor do mundo nas últimas décadas.
Dentro dessa perspectiva o Brasil vem buscando desenvolver ações diversas, visando a inclusão digital como parte da visão da sociedade inclusiva. Desde que entrou em prática, no final de novembro de 2005, o projeto de inclusão digital do governo federal, computador para todos – Projeto cidadão conectado registrou mais de 19 mil máquinas financiadas atémeados de Janeiro.
Pouco menos de 2% da meta do programa, se levarmos em conta apenas os dados de financiamento, que é vender um milhão de máquinas para consumidores com renda entre três e sete salários minimos nos proximos 12 meses. Os dados de financiamento são da caixa econômica Federal, que financiou 1.181 equipamentos. O magazine Luiza, único varejista que obteve uma linha de crédito doBNDES, parcelou 18.186 computadores.
O Brasil conta com um recurso total de 25 milhões de reais, provenientes do fundo de Amparo ao trabalhador ( FAT). O financiamento do computador para todos pode ser feito pelo banco do Brasil e pela Caixa econômica Federal, alem de redes varejistas, que têm se cadastrado junto a uma linha especial de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social( BNDES).
Com os esforços de Inclusão digital, outros públicos também compõem o alvo de seu trabalho: idosos, pessoas com deficiência, população de zonas de dificil acesso, dentre outros. A ideia é que as tecnologias da informação vieram para ficar e, no futuro, quem não estiver “incluido digitalmente” viverá sob uma limitação social importante, perdendo inclusive direitos garantidos àcidadania, aliado a isto a necessidade do acesso pleno à educação.
Atualmente segundo dados fornecidos pelo secretário de logística e TI do Ministério da Fazenda, Rogério Santana, existem 6.000 telecentros em funcionamento no Brasil. Entretanto, estas unidades, criadas em 2005 pelo poder público para fomentar o acesso á internet, caminham na contramão dos pontos de acesso á Rede Mundial que não param...
tracking img