Incidente em antares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 148 (36821 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ERICO VERÍSSIMO

INCIDENTE EM ANTARES

2

Copyright © 1971 by Erico Verissimo Copyright © 1988 by Herdeiros de Erico Verissimo Ilustração de capa: Iberê Camargo (detalhe) Foto de Geraldo Viola / Arq. Editora Globo Direitos mundiais de edição em língua portuguesa cedidos a EDITORA GLOBO S.A. Rua Domingos Sérgio dos Anjos, 277 CEP 05136-170 - Fax: (011) 864-0271, São Paulo, SP Brasil Todosos direitos reservados. Nenhuma parte desta edição pode ser utilizada ou reproduzida - em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou eletrônico, fotocópia, gravação etc. - nem apropriada ou estocada em sistema de banco de dados, sem a expressa autorização da editora. Impressão e acabamento: RR Donnelley & Sons Company - EUA

CIP-Brasil. Catalogaçào-na-fonte – Câmara Brasileira do livro, SPVeríssimo, Erico, 1905-1975. Incidente em Antares / Erico Verissimo. – 45ª ed. - São Paulo: Globo, 1995 ISBN 85-250-0590-8 1. Romance brasileiro I. Título 88-05189 CDD-869935 Índices para catalogo sistemático: 1. Romances: Século 20: Literatura brasileira 869-935 2. Século 20: Romances: Literatura brasileira 869.935

3

Neste romance as personagens e localidades imaginárias aparecem disfarçadas sobnomes fictícios, ao passo que as pessoas e os lugares que na realidade existem ou existiram, são designados pelos seus nomes verdadeiros. (Nota do Autor)

4

primeira parte ANTARES

5

I
Afirmam os entendidos que os ossos fósseis recentemente encontrados numa escavação feita em terras do município de Antares, na fronteira do Brasil com a Argentina, pertenciam a um gliptodonte, animalantediluviano, que, segundo as reconstituições gráficas da Paleontologia, era uma espécie de tatu gigante dotado duma carapaça inteiriça e fixa, mais ou menos do tamanho dum Volkswagen, afora o formidável rabo à feição de tacape ricado de espigões pontiagudos. Calcula-se que durante o Pleistoceno, isto é, há cerca de um milhão de anos, não só gliptodontes como também megatérios habitavam essa regiãodiabásica da América do Sul, onde – só Deus sabe ao certo quando – veio a formar-se o rio hoje conhecido pelo nome de Uruguai. Ignora-se, todavia, em que época da Era Cenozóica surgiram naquela zona do Brasil meridional os primeiros espécimes do Homo sapiens. Tudo nos leva a crer, entretanto, que esse problema jamais tenha preocupado os antarenses. O que até hoje ainda os deixa ocasionalmenteirritados é o fato de car-tógrafos, não só estrangeiros como também nacionais, n|o mencionarem nunca em seus mapas a cidade de Antares, como se São Borja fosse a única localidade digna de nota naquelas paragens do Alto Uruguai. De pouco ou nada têm servido os memoriais assinados pelo Prefeito Municipal, pelos membros da Câmara de Vereadores e por outras pessoas gradas e repetidamente dirigidos aoInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística, protestando contra a acintosa omissão. O Pe. Gerôncio Albuquerque, quando ainda vigário da Matriz local, mais de uma vez encaminhou, mas em vão, idêntica reclamação ao Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, do qual era membro correspondente. No entanto a verdade clara e pura é que, a despeito da má vontade ou da ignorância dos fazedoresde cartas geográficas, a cidade de Antares, sede do município do mesmo nome, lá está, visível e concreta, à margem esquerda do grande rio. O incidente que se vai narrar, e de que Antares foi teatro na sexta-feira 13 de dezembro do ano de 1963, tornou essa localidade conhecida e de certo modo famosa da noite para o dia – fama um tanto ambígua e efêmera, é verdade – não só no Estado do Rio Grande doSul como também no resto do Brasil e mesmo através de todo o mundo civilizado. Entretanto, esse fato, ao que parece, não sensibilizou até agora geógrafos e cartógrafos. Tão insólitos, lúridos e tétricos – e estes adjetivos foram catados no artigo alusivo àquele dia aziago, escrito pelo jornalista Lucas Faia para o seu diário A Verdade, porém jamais publicado, por motivos que oportunamente...
tracking img