Imunologia dos tumores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7449 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Imunologia de tumores – Bruce G Redman DO Alfred E Chang MD FACS

Bruce G. Redman, DO
Professor of Medicine, University of Michigan Comprehensive Cancer Center, Ann Arbor, MI
 
Alfred E. Chang, MD, FACS
Hugh Cabot Professor of Surgery, University of Michigan Medical School, Ann Arbor, MI
 
 
Artigo original: Redman BG, Chang AE. Tumor immunology. ACP Medicine. 2009;1-10.
[The originalEnglish language work has been published by DECKER INTELLECTUAL PROPERTIES INC. Hamilton, Ontario, Canada. Copyright © 2011 Decker Intellectual Properties Inc. All Rights Reserved.]
Agradecimentos: Figuras 1 e 2 – Seward Hung.
Tradução: Soraya Imon de Oliveira
Revisão técnica: Dr. Euclides Furtado de Albuquerque Cavalcanti
 
 
O desenvolvimento de câncer pode representar uma falha deimunovigilância – uma teoria fundamentada na premissa de que o sistema imune tem a capacidade de reconhecer antígenos associados a tumores e desenvolver respostas de células T específicas a tais antígenos. A capacidade de intervir e intensificar a ação do sistema imune de modo a se produzir uma resposta antitumoral benéfica continua sendo uma área de intensa pesquisa clínica. Um progresso considerável foialcançado em termos de expansão do conhecimento sobre os alvos de uma resposta imune e acerca de todo o repertório de constituintes celulares e humorais envolvidos na geração de uma resposta antitumoral efetiva. As células tumorais exibem uma variedade de mecanismos que lhes permitem evadir da imunodetecção e destruição, tornando a resposta imune inefetiva. O sistema imunológico, por sua vez,também é capaz de se autorregular para se tornar irresponsivo aos antígenos expressos pelos tumores. A partir de uma compreensão mais completa sobre estes mecanismos de escape, os pesquisadores clínicos tem vislumbrado estratégias para intensificar o desenvolvimento de uma resposta imune robusta no hospedeiro portador de tumor (imunologia tumoral ativa) ou, como alternativa, para promover a imunidadepor meio da transferência de células efetoras ativadas ou de anticorpos tumor-específicos ao hospedeiro portador de tumor (imunidade tumoral passiva). Diversas estratégias representam a promessa de um substancial benefício terapêutico. Por fim, anticorpos que reconhecem antígenos associados a tumores podem auxiliar no diagnóstico patológico do câncer e facilitar o estadiamento do câncer in vivo ea detecção de um câncer recorrente.
 
Visão geral da resposta imune
Os ramos celular e humoral da resposta imune são caracterizados, respectivamente, pelo envolvimento de linfócitos e anticorpos, além de outros elementos. A resposta celular é constituída por múltiplos componentes, incluindo diferentes subgrupos de linfócitos (células T auxiliares, células T citotóxicas, células T reguladoras[Treg], células B e células natural killer [NK]) e células apresentadoras de antígeno (APC, antigen presenting cells), que incluem monócitos sanguíneos, macrófagos teciduais, células B e células dendríticas (CD). Os diferentes componentes do sistema imune comunicam-se entre si via interação célula-célula mediada por diversas moléculas de adesão e receptores existentes na superfície celular, bemcomo por compostos bioquímicos secretados (usualmente proteínas), denominados citocinas. As citocinas circulam e ligam-se a receptores específicos existentes nas células envolvidas na resposta imune; elas podem ser imunoestimulatórias ou imunoinibitórias, e as interleucinas e os interferons configuram exemplos de sua apresentação.
Os constituintes celulares e solúveis da resposta imune atuam emconjunto no reconhecimento dos antígenos (p. ex., proteínas, glicoproteínas e glicolipídios) que são expressos ou secretados pelas células tumorais. O ramo aferente da resposta imune (imunorreconhecimento) desencadeia, a seguir, uma resposta altamente específica através do ramo eferente, no qual outras células imunes e seus produtos solúveis atacam as células tumorais que possuem os mesmos antígenos...
tracking img