Imunogenetica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade luterana do Brasil- Ceulji Ulbra


Curso: Medicina Veterinária

Nome: Rafael Rodrigues de AraujoImunogenética

Ji-Paraná-RO junho de 2012Nome: Rafael Rodrigues de Araujo



ImunogenéticaTrabalhos sobre as propriedades e funções da Imunogenética da disciplina de genética aplicada a Medicina Veterinária.




Profa. D.Sc. Daniela C. Lemos de CarvalhoJi-Paraná-RO junho de 2012

Introdução:

No desenvolvimento do trabalho a seguir será dito e explicado um pouco sobre as propriedades da imunogenética através de intensas pesquisas foi possível chegar a desenvolvimento bastante satisfatório com o intuito de esclarecer algumasduvidas da matéria da professora Daniela Lemos.









Imunogenética

As páginas a seguir podem conter mais do que o leitor médio deseja saber sobre antígenos e anticorpos, e talvez menos do que alguns leitores especiais precisam.Esperamos que o primeiro conseguisse assimilar os conceitos e os últimos encontrem referências adequadas na literatura.

DESENVOLVIMENTO DA IMUNIDADE

A base da imunidade é capacidade dentro de cada indivíduo de reconhecer o que é "próprio" (self) e o que é "alheio" (nonself).3 Essa capacidade é vital à sobrevivência. /Quando surgem bactérias ou vírus ou células cancerosas, o organismoreconhece os invasores como "alheios" e tenta destruí-los antes que seja destruído pelas células invasoras. O aparecimento de tecido linfóide (no homem em torno da 12.a semana in útero) coincide e está diretamente relacionado com o início da capacidade de defesa imune.
Há dois sistemas imunes principais — o sistema da bursa e o sistema do timo — que se originam e se diferenciam a partir das mesmascélulas precursoras5
Sistema da bursa. O sistema da bursa é responsável pela imunidade humoral conduzida por anticorpos circulantes, pequenas moléculas de globina que surgem em resposta à estimulação por um antígeno. Um antígeno, então, é uma substância (uma proteína ou material relacionado) que estimula a formação de anticorpo. O anticorpo é capaz de reconhecer o antígeno e combinar-seespecificamente com ele. O resultado depende da natureza do antígeno e do anticorpo, mas pode ser, por exemplo, a destruição da célula, aglutinação de hemácias ou liberação de histamina, com seus sintomas tão bem conhecidos por aqueles que sofrem de febre do feno.
f Para ilustrar como o sistema da bursa atua no desenvolvimento da imunidade, suponhamos que o organismo é invadido por bactérias, no caso...
tracking img