Importancia da atividade esportiva para a auto-estima e qualidade de vida

INTRODUÇÃO

As grandes competições esportivas da atualidade constituem indiscutivelmente um fenômeno mundial, e enquanto tais são mais um produto da globalização. Não apenas os tradicionais Jogos Olímpicos e as Copas do Mundo de futebol, mas um conjunto cada vez maior de competições esportivas, atinge atualmente um vastíssimo público telespectador. Em praticamente todas as nações do planeta,centenas de milhões de indivíduos compartilham as imagens e signos desta poderosa e crescente indústria do entretenimento, uma verdadeira malha mundial, dotada de milhares de equipamentos esportivos, que atravessa países, expande-se pelas cidades e pelo campo, e que atua intensamente na cultura e nas representações dos lugares.
A educação física está assumindo um novo papel na vida moderna do serhumano, hoje ele se preocupa muito mais com real significado de saúde inserida na realidade da educação física.

Capítulo 1
1.1 Atividade física como auto-estima e qualidade de vida
1.2 Papel da educação física na vida moderna
A literatura acadêmica consagrou a expressão esportes modernos para diferencia-los das atividades assemelhadas que existiam na Antigüidade. Algumas das modalidadesesportivas atuais, como o basquetebol e o voleibol, foram de fato criadas neste contexto mais recente, mas muitas outras são resultado da evolução de práticas lúdicas de origem muito remota, tais como o futebol, o pugilismo e várias formas de corrida. Portanto, o que difere mais precisamente os esportes modernos dos anteriores não é propriamente o conjunto de modalidades praticadas, mas sim a naturezae a finalidade destas. Os esportes modernos, em resumo, apresentam grande estrutura jurídico-organizacional, estatuto internacional, regras precisas, aperfeiçoamento constante dos atletas em busca de records, e realiza-se em espaços especificamente elaborados para tal fim, com medições e formas precisas. O individualismo e a competitividade extrema vão distanciando os esportes modernos de suamatriz remota, isto é, o clássico espírito olímpico grego.
Neste processo articulado de difusão dos exercícios físicos e de gestação dos esportes modernos, pelo menos três fatores merecem breve alusão. Primeiramente, o ambiente que envolveu a primeira Revolução Industrial, com o advento de máquinas, maior velocidade de produção, sobretudo a generalização do trabalho em equipe -a crescente divisãotécnica de tarefas no interior de uma unidade produtiva-, o que estimulou a burguesia a promover os esportes praticados coletivamente, como instrumento de uma pedagogia da sociedade industrial nascente. Em segundo lugar, a revolução newtoniana, responsável pela "imposição" de uma consciência da medição precisa do tempo. A quantificação do tempo conduziu à valorização dos records, e permitiu dotar ostradicionais jogos populares de um confinamento temporal que caracteriza os esportes modernos. E finalmente, devemos recordar um dos princípios fundamentais da ética protestante: a valorização do trabalho e do esforço individual, em detrimento da atitude majoritariamente sedentária e contemplativa difundida pelo catolicismo.
Os esportes modernos foram codificados, majoritariamente, na segundametade do século XIX, e imediatamente encontraram grande difusão pelas redes internacionais de comércio e dominação imperialista. Ao longo do século XX, a expansão do chamado tempo livre e do consumo de serviços de lazer propiciou o crescimento constante dos esportes, seja como prática saudável, seja como espetáculo. E assim os esportes contaram com fortes políticas nacionais de apoio no pós-guerra("esporte para todos").

No contexto da "guerra fria", os Jogos Olímpicos constituíram importante canal de sublimação de conflitos entre os dois blocos internacionais de poder.
Neste final do século XX, os esportes vivenciam novo "boom", agora já não tanto articulado a interesses geopolíticos e nacionalistas, mas, sobretudo a uma poderosa engrenagem de publicidade em escala planetária, as...
tracking img