Importancia ciencias sociais para a sociedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1787 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP
POLO DE MARABÁ
ADMINISTRAÇÃO/CIÊNCIAS SOCIAIS

FRANCILEYA NASCIMENTO OLIVIERA RA 375891
GLEICE MARQUES LIMA RA 355874
RONALDY DE SOUZA SILVA RA 357494
PEDRO RODRIGUES DE SOUZA RA 366066IMPORTÂNCIA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS PARA A SOCIEDADE.

Prof.ª Mª Claudia Regina Benedeti

Marabá- Pará
17 de Novembro de 2012

ETAPA 1
As diferentes construções sociais produzem as diversas sociedades. Os comportamentos de uma família são distintos de outras; as manifestações sócio culturais de uma cidade, também; a formação de cada país é específica e não se repete.
A sociedade é uma formade organização que se desenvolveu aos poucos, em correntes animais distintas e, em inúmeras vezes, independentemente uma das outras. A forma societal é encontrada não apenas entre os humanos, mas, também entre muitas espécies de mamíferos, pássaros, peixes e mesmo entre insetos, facilitando, através da adaptação, a sobrevivência e a multiplicação.
A cultura é um vasto campo que abrange tanto asideias abstratas que traduzem a vida da imaginação e do pensamento, com suas linguagens próprias, quanto os arranjos sociais e os instrumentos que permitem e favorecem a cooperação entre as pessoas nas formas das organizações sociais, possibilitando melhorar nossa habilidade em alcançar o que precisamos e desejamos para nós mesmos. Dessa forma a noção de cultura envolve tanto aspectos“intangíveis” - como valores, crenças, ideias, teorias e normas sociais- quanto aspectos “tangíveis” – como objetos, produtos do trabalho, das artes, da ciência e da tecnologia.
Os valores e as normas sociais definem o que é considerado fundamental e desejável para a orientação da vida das pessoas em suas interações sociais. Os valores informam nossas crenças morais dando sentido e direção às nossas vidas,enquanto as normas são regras comportamentais que definem o que é esperado das ações individuais no contexto da convivência social. A cultura tende a nos controlar e fazer de nós suas criaturas. Em um sentido, ela define mesmo nossos objetivos na vida e dá forma aos padrões de nossos pensamentos.
Na pluralidade que é o ser humano podemos constatar que ele é, simultaneamente, sociável, mas tende aoindividualismo; solidário, mas tende ao egoísmo; capaz de atos bondosos, mas tende para a maldade; capaz de atos altruístas, mas tende para a crueldade; capazes de atos heróicos, mas tremendamente medroso. "Os seres humanos variam em consequência das condições sociais, econômicas, políticas, históricas em que vivem" (CHAUI, 2005, p. 244).
O ser humano é um universo desconhecido, pois como diz umverso de uma música de Raul Seixas. "cada cabeça é um mundo".
Mas o fato é que nossa individualidade se relaciona com outras individualidades e nisso se manifesta uma vida social. A intencionalidade de cada um é desconhecida pelo outro. De fato não posso existir na vida cotidiana sem estar continuamente em interação e comunicação com os outros.
O ser humano é dotado de uma capacidade criadora erecriadora que lhe permite não só manipular o mundo, mas, principalmente recriar o mundo. Diferentemente do animal que possui apenas uma inteligência concreta o ser humano desenvolve e a partir de uma inteligência abstrata. Cria as técnicas e as capacidades de reaproveitar e recriar suas ações e produções. É um ser. Social por que não vive só, mas em bandos, chamado de sociedade; e necessita delapara sobreviver. Sociável por que consegue manter relações com outros de sua espécie, mesmo com eventuais adversários; mesmo que seja para tirar proveito pessoal dessas relações. Relações que são, ao mesmo tempo, conscientes e intencionais. Por isso, também, o ser humano é solidário. Não por benevolência, mas por necessidade. Por que sabe que necessita dos outros o ser humano age em troca de...
tracking img