Implicaturas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1767 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Eduardo munguambe---+258 828202045


As Máximas Conversacionais e a Produção de Texto


Para ilustrar a teoria das implicaturas de Grice, tomam-se exemplos de situações de comunicação verbal em que se supõe que o enunciador implicite algo por dominar as máximas. Dito de outra forma, as ilustrações da teoria apresentam casos em que falantes (no sentido amplo) revelam domínio das máximas e,por isso, é possível supor o que querem dizer de forma implícita. De fato, a teoria das implicaturas de Grice serve para explicar por que a comunicação ocorre de forma eficiente.

Uma pergunta que se pode fazer, no entanto, é a seguinte: a comunicação ocorre sempre de forma eficiente? Antes de responder essa pergunta, é preciso delimitar a que tipo de eficiência estamos nos referindo. Quandose trata de analisar a ação das máximas, estamos lidando com eficiência pragmática. Pode-se dizer, portanto, que o domínio das máximas revela competência pragmática (ou seja, competência comunicativa).

A proficiência pragmática em discurso falado (que, nesta abordagem, equivale ao domínio de um Princípio de Cooperação e de máximas conversacionais) é desenvolvida já na infância. Qualquer um, apartir dos 5 ou 6 anos de idade, já possui proficiência comunicativa no discurso oral. Sendo assim, parece que a resposta à pergunta feita no parágrafo anterior deve ser afirmativa: quase sempre a comunicação ocorre de forma eficiente, uma vez que a proficiência pragmática desenvolve-se muito cedo.

Talvez, no entanto, a nossa resposta à questão formulada deva ser relativa ao tipo de discursotomado em consideração. Isso porque se sabe que, no texto escrito, encontram-se muitos problemas que extrapolam a questão gramatical. Há textos ruins sem um único problema de gramática; são os textos pragmaticamente falhos. Correção gramatical, portanto, não é condição suficiente para a qualidade textual.

Na abordagem do texto escrito, pode-se considerar certos problemas como relacionados auma falta de habilidade pragmática. Mas a pergunta que se poderia fazer é a seguinte: as máximas para o textos escrito são diferentes, é um novo aprendizado? A resposta é não. São as mesmas máximas, o mesmo Princípio de Cooperação. A diferença entre texto oral e texto escrito é outra.

Na verdade, não é apenas uma diferença. Há pelos menos três aspectos relevantes para a nossa discussão sobreproficiência pragmática no texto escrito . O primeiro deles é o que envolve a delimitação do destinatário do texto. Escrevemos, na maioria das vezes, para um público. Delimitar o destinatário, nesse caso, supõe delimitar um conjunto de pessoas com um conjunto comum de interesses relevantes para a determinação do conteúdo do texto. Escrever, portanto, diferentemente de falar , exige uma reflexãomais complexa sobre o destinatário da mensagem.

O segundo aspecto é o que diz respeito à adequação ao tema definido para o texto. Dadas as limitações de tempo impostas pelas circunstâncias de enunciação do texto escrito, essa modalidade de expressão normalmente caracteriza-se por versar sobre um tema específico. Isso, contudo, não quer dizer que um texto não possa abordar mais de um tema. Émuito comum, e é até desejável, que o texto escrito aborde temas secundários relacionados ao tema central.

O terceiro aspecto, que diz respeito aos objetivos do texto, relaciona-se à tipologia textual. Um texto escrito pode ter o objetivo de colocar as informações pessoais em dia ou de apresentar motivos para um pedido ou reclamação, casos em que será uma carta; pode querer convencer umacomunidade de certo ponto de vista, caso em que será um texto opinativo para meio de comunicação; pode querer informar sobre fatos, sendo texto jornalístico, pode querer convencer a comprar produtos ou usar serviços, sendo texto publicitário; pode querer divertir, deleitar, caso das obras literárias; pode ter como função regular o comportamento de uma comunidade, como as normas e leis; et.

A...
tracking img