Implementação do nível f do modelo de referência de melhorias no processo de software brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4963 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA

JOSÉ ALEXANDRE ROSA VERDEROSA

RA 0920667

IMPLEMENTAÇÃO DO NÍVEL F DO MODELO DE REFERÊNCIA DE MELHORIAS NO PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO

MARABÁ

2010

JOSÉ ALEXANDRE ROSA VERDEROSA

RA 0920667

IMPLEMENTAÇÃO DO NÍVEL F DO MODELO DE REFERÊNCIA DE MELHORIAS NO PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO

Projeto IntegradoDisciplinar para obtenção de média em Gestão de Tecnologia da Informação apresentado à Universidade Paulista - UNIP

Orientador: Prof° Adriane Colossetti

MARABÁ

2010

RESUMO

Este projeto representa uma consultoria ficticia da empresa Consulting, contratada por uma desenvolvedora de software para Bancos chamada Software Developer. A consultoriaprovê soluções para correção de falhas nos sistemas desenvolvidos para instituições financeiras de acordo com o MR-MPS (Modelo de Referência para Melhoria no Processo de Software).

Palavras-chave: Correção de falhas, MR-MPS (Modelo de Referência para Melhoria no Processo de Software).

.

ABSTRACT

This project represents a fictitious consulting company Consulting, hired by a softwaredeveloper for Banks called Software Developer. The firm provides solutions for correcting flaws in the systems developed for financial institutions in accordance with the MR-MPS (Reference Model for Improving the Software Process).

Keywords: Correcting flaws, MR-MPS (Modelo de Referência para Melhoria no Processo de Software).

.

SUMÁRIO

1.INTRODUÇÃO................................................................................................... 8

2. Desenvolvimento....................................................................................... 9

2.1. Aquisição (AQU)......................................................................................... 12

2.1.1. AQU1 – As necessidades de aquisição, as metas, os critérios deaceitação do produto, os tipos e a estratégia de aquisição são definidos........................................................................................................... 12

2.1.2. AQU4 – Um acordo formal que expresse claramente as expectativas, responsabilidades e obrigações de ambas as partes (cliente e fornecedor) é estabelecido e negociado entre elas 15

2.2.Gerência de Configuração (GCO)....................................................... 16

2.2.1. GCO1 - Um Sistema de Gerência de Configuração é estabelecido e mantido............................................................................................................. 16

2.2.2. GCO6 - O armazenamento, o manuseio e a liberação de itens de configuração e baselines sãocontrolados...................................... 17

2.2.3. GCO7 - Auditorias de configuração são realizadas objetivamente para assegurar que as baselines e os itens de configuração estejam íntegros, completos e consistentes..... 18

2.3. Gerência de Portifólio de Projetos (GPP)..................................... 20

2.3.1. GPP1 - As oportunidades de negócio, asnecessidades e os investimentos são identificados, qualificados, priorizados e selecionados (Plano de Negócios)........................................................ 20

2.4. Garantia da Qualidade (GQA)............................................................. 21

2.4.1. GQA4 - Ações corretivas para as não-conformidades são estabelecidas e acompanhadas até as suasefetivas conclusões. Quando necessário, o escalonamento das ações corretivas para níveis superiores é realizado, de forma a garantir sua solução....22

2.5. Medição (MED)........................................................................................... 25

2.5.1. MED7 - Os dados e os resultados das análises são comunicados aos interessados e são utilizados para apoiar...
tracking img