Imperialismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
- IMPERIALISMO
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES
1. Imperialismo (1870-1914), uma definição:É o movimento do grande capital financeiro europeu em busca de novos mercados tantona Ásia, África e na América Latina. Os Estados europeus eram o grande instrumentodesse movimento, em que em alguns casos, houve ocupação militar e em outros, apenasentrada de capitais. O Imperialismo teve a sua arrancadacom a crise e superprodução de1873, que leva o grande capital europeu a buscar novos mercados, matérias-primas eescoadouros para o excesso de capital na Europa. Não é à toa que a presença dasempresas é maior que a dos governos nas colônias imperialistas.2. O Imperialismo na África:. Quadro geral da África antes do Imperialismo: O continente é diverso antes dasincursões européias. Na regiãomediterrânea, existia o grande e decadente Impérioturco-otomano. Outras regiões litorâneas da África foram colonizadas desde os temposdo velho colonialismo, como Angola e África do Sul. Mas a maior parte da África nãotinha qualquer dominação estrangeira, tendo a sua lógica geopolítica e social própria.. Justificativa ideológica do Imperialismo: Os países europeus davam várias desculpas para legitimar eexplicar a invasão dessas regiões. As principais eram: a missãocivilizatória feita por povos civilizados sobre os povos bárbaros, a divisão das riquezasmateriais do mundo, a evangelização cristã de povos que não conheciam a verdadeirareligião e a superioridade racial dos povos brancos sobre os povos preto e amarelo.. A divisão da África: Na colonização da África, feita antes da asiática, apenas ospovoseuropeus participaram. Os principais certamente eram Inglaterra e França, quedominavam a maior parte do continente. A Alemanha, também importante, chegouatrasada na corrida imperialista, por isso, não conseguiu muitos e bons territórios.Portugal e Itália foram convidados pela Inglaterra a participar da corrida para que aFrança não dominasse regiões muito vastas e para constituíremestados-tampões entreterritórios britânicos e franceses, grandes rivais na corrida imperialista.. Rivalidades entre europeus na conquista: Apesar do constante diálogo, dos estados-tampões e dos congressos – como o de Berlim em 1885 que tentava resolver os problemas na dominação na África subsaariana –, houve uma série de pontos deconfronto entre os europeus na África e na Ásia também, o que constitui aprincipalcausa da Primeira Grande Guerra. Alguns deles são: a Inglaterra desejava construir umaferrovia ligando a sua colônia do Egito à África do Sul, o que era barrado pelaAlemanha; a França queria construir uma ferrovia cortando todo o Saara, o que foi barrado pela Inglaterra que dominava o Egito e o Sudão; França e Inglaterra brigavam pelo controle do canal de Suez e pelo controle do Egito e doSudão.3. Consequências e resistências à dominação:. Consequências da dominação para os africanos: Os povos da África foram deslocadosde suas terras para dar lugar a minas e plantations exportadoras, onde ainda tinham quetrabalhar em condições lastimáveis e, muitas vezes, em regimes compulsórios. A produção de alimentos em todo o continente foi completamente desorganizada, dandoinício aos sériosproblemas de fome que remetem às fomes vividas hoje em dia. Oseuropeus ainda cobravam impostos em dinheiro dos africanos em economias não-1

. .
Org Prof Marco Aurélio Gondim
..
www marcoaurelio tk
monetárias, obrigando os africanos a trabalharem, muitas vezes para os europeus, para poderem pagar os impostos. As culturas africanas foram consideradas inferiores ecultura e línguas européias foramimpostas aos povos dominados. Havia, ainda, emmuitas regiões um sistema de discriminação racial, o apartheid – como na África do Sul – que considerava os africanos seres humanos de segunda classe.. Resistências e revoltas: Em todo o continente, durante e depois da ocupação,explodiram revoltas e movimentos de resistência contra a invasão e as medidascolonizatórias. Houve revoltas à própria...
tracking img