Impactos ambientais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS: Impactos sócio-econômicos e ambientais causados pela instalação de empreendimentos de grande porte no estado do Maranhão.

São Luís
2010

IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS: Impactos sócio-econômicos e ambientais causados pela instalação de empreendimentos de grande porte no estado do Maranhão.

São Luís
2010
SUMÁRIO

1 CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA 3
1.1 Tema 3
1.2Problema 3
1.3 Hipóteses 3
1.4 Objetivos 4
1.4.1 Objetivo geral 4
1.4.2 Objetivos específicos 4
1.5 Justificativa 4
2 REFERENCIAL TEÓRICO 5
3 METODOLOGIA 17
4 CONCLUSÃO 19
5 REFERENCIA 20

CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA

1 Tema

Impactos sócio-econômicos e ambientais causados pela instalação de empreendimentos de grande porte no estado do Maranhão.

3 Problema

Queações devem ser implementadas para amenizar os impactos causados pela instalação de empreendimentos de grande porte no Maranhão?

4 Hipóteses

1) Promover a geração de empregos Diretos e Indiretos.

2) Gerar alternativas que amenizem os impactos no meio-ambiente na área de Instalação.

3) Desenvolver a infra-estrutura e a economia local.

5 Objetivos

1 Objetivo geralEste projeto tem como objetivo identificar as medidas que amenizem os impactos sócio-econômicos e ambientais nas comunidades do Maranhão que recebem empreendimentos de grande porte.

2 Objetivos específicos

Objetiva-se apontar ações que venham amenizar os impactos sócio-econômicos e ambientais decorrentes da implantação de empreendimentos de grande porte no Maranhão.6 Justificativa

O Estado do Maranhão é pólo de grandes investimentos como a Refinaria Premium I em Bacabeira, a Termoelétrica MPX no Porto do Itaqui, a Usina Termoelétrica em Miranda, a Unidade produtora de aros para indústria automobilística do Grupo Brasil Alujet, o Complexo Sucroalcooleiro em Grajaú, a Usina Hidrelétrica de Estreito, a fábrica de Celulose da Suzano no Sudoeste doestado, entre outros. Sabe-se que a instalação desses empreendimentos gerará grandes impactos sócio-econômicos e ambientais para o Estado. Já sinalizado os empreendimentos pelo Governo Federal, vê-se a necessidade de avaliar a forma como esses impactos serão amenizados, visando o desenvolvimento sustentável do Estado.

REFERENCIAL TEÓRICO

A Revolução Industrial no século XVIIIprovocou profundas alterações no ambiente natural, observadas de forma positiva ao promover o crescimento econômico e abrir as perspectivas de maior geração de riqueza, prosperidade e melhor qualidade de vida, e de forma negativa quando esse crescimento utiliza grandes quantidades de energia e de recursos naturais, resultando na degradação contínua do meio ambiente.

“Aindustrialização trouxe vários problemas ambientais, como: alta concentração populacional, devido à urbanização acelerada; consumo excessivo de recursos naturais, sendo que alguns não renováveis (petróleo e carvão mineral, por exemplo); contaminação do ar, do solo, das águas; e desflorestamento, entre outros.” (DIAS, 2010. p.6.)

O aumento da capacidade produtiva do homem através daindustrialização a partir do século XVIII desencadeou o descontrole da manutenção dos recursos naturais que se tem hoje, Dias (2010, p.6) afirma ainda que:

“Sem dúvida, os novos mecanismos e formas de produção, acrescidos da exploração intensiva e sistemática dos recursos naturais trazidas pela Revolução Industrial, generalizaram-se e se espalharam de forma descontrolada, sem prever asconseqüências para o meio ambiente. Os processos de industrialização aumentaram de forma espetacular, mas foram concebidos de forma irracional, tendo como resultado o grave problema ambiental que afeta todo o planeta nos dias de hoje.”

Entre as inúmeras conseqüências da industrialização destaca-se a destinação dos resíduos de qualquer tipo (sólido, líquido ou gasoso) que sobra do...
tracking img