Immanuel kant

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2210 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Biografia

Immanuel Kant nasceu em Königsberg, aos 22 de abril de 1724 e morreu no dia 12 de fevereiro de 1804 aos 80 anos de idade. Foi filósofo prussiano, geralmente considerado como o último grande filósofo dos princípios da era moderna, indiscutivelmente um dos pensadores mais influentes.
Foi professor secundário de geografia, começou em 1755 a carreira universitária ensinando CiênciasNaturais.
Kant é famoso, sobretudo pela elaboração do denominado idealismo transcendental:
Realizou numerosos trabalhos sobre ciência, física, matemática, etc.
Foi o quarto dos nove filhos de Johann Georg Kant, um artesão fabricante de correias e da mulher Regina muito religiosa porem sabia. Nascido numa família protestante (Luterana) teve uma educação austera numa escola pietista. Foi umcristão devoto por toda a sua vida.
Apesar da reputação que ganhou, era considerada uma pessoa muito sociável.
Por volta de 1770, com 46 anos, Kant leu a obra do filósofo escocês David Hume muitos um empirista ou um céticosentiu-se profundamente inquietado. Achava o argumento de Hume irrefutável,
Em 1781 publicou a "Crítica da Razão Pura", um dos livros mais importantes e influentes da modernafilosofia.
Inscrições ao longo da tumba de Kant, dentre elas (...) “O céu estrelado por sobre mim e a lei moral dentro de mim" (…)

Kant escreveu alguns ensaios medianamente populares sobre história, política e a aplicação da filosofia à vida. Quando morreu, estava a trabalhar numa projetada "quarta crítica", por ter chegado à conclusão de que seu sistema estava incompleto; este manuscrito foientão publicado como Opus Postumum.

A Razão Em Kant

Vivendo no “Século das Luzes” e sendo legítimo filho do Iluminismo, Kant aposta na autonomia da razão e na “maioridade” do homem.
Acerca do modo como a razão humana conhece, Kant tenta superar tanto o dogmatismo do Racionalismo (idéias inatas como critério) como o ceticismo do Empirismo (experimentação como critério) através de uma posiçãoprópria: o criticismo. Em Kant, razão especulativa (referente ao conhecimento) e razão prática (referente ao agir moral), com a crítica prévia, constituem uma só e mesma razão pura.
A primeira é a função da razão pura teórica, a segunda é a função da razão pura prática. É a mesma razão pura com uma dupla função ou aplicação. Razão pura teórica e prática são universais, isto é, as mesmas para todosos homens em todos os tempos e lugares
Tanto o uso especulativo como o uso prático da razão pura, preparados previamente pela crítica transcendental, demonstram, segundo Kant, que a razão pura possui a capacidade de determinar a priori tanto o conhecimento do sujeito cognoscitivo como a vontade do sujeito agente. Mas a condição de possibilidade dessa capacidade da razão pura é que o sujeitotranscendental não seja determinado pela particularidade-contingente do objeto. "A razão deve, portanto, poder determinar por si mesma as ações com verdadeiro mérito moral."
Segue-se que tanto na teoria do conhecimento como na reflexão ética de Kant, o sujeito empírico tem de se abrir à universalidade da razão transcendental. Ascender da particularidade empírica ao universal, válido para todo serracional é o objetivo.
Somente da estrutura formal da razão pode vir à universalidade e a necessidade de um agir ético. Nessa ótica, a universalização do agir subjetivo a partir da razão prática é fundamental para que haja liberdade-autonomia e uma efetivação incondicionada da lei moral

O homem não se contenta com “o que é”, mas busca sempre o “dever ser” enquanto autodeterminação da própriarazão.
“O homem, enquanto ser racional, não tem seu caminho já estabelecido, mas, antes, só é racional porque se autodetermina. A única fonte de legitimação das normas da ação humana só pode ser a própria razão.
“Praticamente bom é aquilo que determina a vontade por meio de representações da razão, e, portanto não por causas subjetivas, mas objetivamente, isto é, por princípios que são...
tracking img