Iliada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 487 (121511 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Ilíada Homero Tradução de Manoel Odorico Mendes (1799-1864) Prefácios de Henrique Alves de Carvalho (Editor e Revisor da 1ª Edição, de 1874) João Francisco Lisboa A. R. Saraiva à edição de 1874 Pe. Augusto Magne à edição de 1950 Fontes digitais Digitalização do Vol. XXI dos Clássicos Jackson 1950 Edição de 1874 Typographia Guttemberg, Praça da Constituição n. 47 Exemplar da Harvard CollegeLibrary digitalizado por Google disponível no Google Books Texto integral da Ilíada, na tradução de Odorico Mendes, revisado e digitalizado por Sálvio Nienkötter, e disponibilizado na web pelo grupo Quatro Contra Tróia iliadadeodorico.wordpress.com Imagem da Capa Corpo de Heitor sendo levado de volta a Tróia Alto relevo romano em mármore, detalhe de um sarcófago Musée du Louvre, Paris, France Versãopara eBook eBooksBrasil © 2009 Homero USO NÃO COMERCIAL * VEDADO USO COMERCIAL

ÍNDICE
eBooksBrasil: Nota Editorial Henrique Alves de Carvalho: Ao Leitor Assunto da Ilíada Análise de Cada um dos Livros da Ilíada João Francisco Lisboa: Biografia do Autor A. R. Saraiva: Sobre a Morte de Odorico Inocêncio Francisco da Silva: Manoel Odorico Mendes — Verbete do Dicionário Bibliográfico Português Pe.Augusto Magne: Prefácio Homero traduzido por Odorico Mendes: ILÍADA Livro I Livro II Livro III Livro IV Livro V Livro VI Livro VII Livro VIII Livro IX Livro X Livro XI Livro XII Livro XIII Livro XIV Livro XV Livro XVI Livro XVII Livro XVIII Livro XIX Livro XX Livro XXI Livro XXII Livro XXIII Livro XXIV

Nota Editorial
“Por mais que nos esforçássemos para escoimar a presente impressão de errostipográficos não nos foi possível isto obter. O leitor inteligente, porém, facilmente os corrigirá.” — Estas palavras finais que Odorico Mendes (ou o Editor) fez colocar nas Observações com que termina a 1ª Edição, faço-as minhas sobre a presente edição digital. Para esta edição, como se pode ver nos créditos, vali-me da digitalização da edição de 1950 dos Clássicos Jackson. Infelizmente, nela,foram omitidas as preciosas notas do Autor, aqui recuperadas graças à digitalização feita por Google de um exemplar da Harvard University, doado por Edwin Vernon Morgan (Class of 1890), embaixador americano no Brasil. Lamentavelmente, muitas partes estão ilegíveis. O que mais lamentei é que isso acontece em algumas notas. Nestas, interpolei o que me foi possível deduzir. As interpolações estãoindicadas, como de costume, por [ ]. As menções a autores franceses que eram precedidas por Mr. foram corrigidas para M., v.g. M. Giguet (Pierre Giguet, 1794-1883). Nas notas ao Livro XXIV aparece grafado M. Giguet, apesar de, nas anteriores, insistir o tipógrafo em grafar Mr. As notas da Biografia, desloquei-as para o fim e foram renumeradas. No resumo do Livro XIV, substitui “Aquiles promete aAquiles” por “Aquiles promete a Príamo”. A propósito dos resumos, note-se que na edição da Jackson — acredito que também em outras — foram incorporadas ao corpo do livro. Tripla injustiça: com o editor, Henrique Alves de Carvalho, deputado pelo Maranhão à Constituinte em 1891, que gastou bom tempo neles, para comodidade dos leitores; com o Autor da tradução, pois se lhe atribui o que seu não era e nãoé; e com o leitor que é induzido a erro, podendo até, eventualmente, por desavisado e/ou desinformado, chegar a acreditar que foram redigidos por Homero. Nas notas, onde aparecem citações da tradução de Monti

(Alfonsine Vincenzo Monti 1754–1828), foram confrontadas com a edição digital da LiberLiber (www.liberliber.it) e eventualmente retificadas. Não me foi possível fazer o mesmo com a traduçãode Giguet a que não tive acesso. Para o eventual leitor estudioso, sei que está prometida em http://homere.iliadeodyssee.free.fr, endereço altamente recomendado por seu conteúdo. Recomendável também é uma visita ao Google Books, com direito a textos gregos e a uma preciosa edição bilingüe francês/grego, tradução do Príncipe Le Brun, edição de 1841. Partindo de fontes diferentes, cumpria...
tracking img