Igreja adventista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FATAD - FACULDADE TEOLÓGICA DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS

STPLM

ALUNO: FLAVIO JOSE DE MORAES TAVARES

ALUNO: SANDRO ALLAN MACIEL PONTES

CURSO: BACHAREL

ASSUNTO: HERESIOLOGIA

SEITAS E HERESIAS

TEMA : IGREJA ADVETISTA DO 7º DIA

SUMÁRIO

ÍNDICE :

1 - APRESENTAÇÃO _______________________ pág. 02

2 - ESBOÇO________________________________ pág. 03

3 -COMENTÁRIOS _____________________ págs. 04-08

4 - CONSIDERAÇÕES FINAS _________________ pág. 09

5 – BIBLIOGRAFIA ________________________ pág. 10

03

ESBOÇO

IGREJA ADVETISTA DO 7º DIA

1 - Prefácio - História da Igreja Adventista do 7º dia_ – Pag.04

2 - Titulo - “A vinda de Cristo” - PAg.05

3 - Titulo – A verdade sobre Miller____ _______

3.1 - E Miller? Que lhe aconteceu?____ __ - Pag. 06

4 - Titulo – Igreja Adventista do 7º dia... Evangélica ou Seita ??_
4.1 - A Purificação do Santuário _ ____________

4.2 - O Ano de 1844__________________________ - Pag. 07

4.3 - O Inferno_______________________________________

4.4 - Pensamento......___________________________ - Pag.08

04

COMENTÁRIOS

|HISTÓRIA DA IGREJA ADVENTISTA DO 7º DIA |
||
|Guilherme Miller era o mais velho dos dezesseis filhos de um soldado da guerra revolucionária americana. Nasceu em 15 de Fevereiro de 1782. Morava em uma|
|região de Nova Iorque, ao sul do Lago Champlain, no distrito de Low Hampton. Casou-se em 1803 com a srta. Lúcia Smith. Foi alcaide, juiz de paz e xerife |
|comissionado. Cansado da política,resolveu fazer carreira militar. Quando engajou no exército, prenunciava a guerra de 1812. “Recebeu o posto de tenente|
|de milícia em 1810, passou a capitão dos voluntários, ao começar a guerra, e pouco mais tarde ingressou no exército regular com o posto de primeiro |
|tenente.”|
|Foi em 1818, depois de 2 anos de profundo estudo, que Miller chegou à estarrecedora conclusão que Cristo voltaria “mais ou menos no ano de 1843”. |
|Portanto, como cria, 25 anos o separava do final de todas as coisas. E agora, o que fazer? E os outros? Deviam ser advertidos? Miller passou 5 anos |
|examinando sua interpretação profética paracertificar-se de que não estava enganado. Assim era o bom Miller. Íntegro, amante das coisas de Deus. Sincero|
|em sua fé. Sua mensagem trazia despertamento. “Um reavivamento sucedia a outro. Metodistas, Congregacionalistas e Batistas, todos o aclamavam. O |
|entusiasmo continuava nas cidades após as conferências. Sinos repicavam, chamando o povo todos os dias, como se fosse domingo. Muitos baresviraram |
|salões de reuniões. Havia grupos de oração organizados para todas as horas do dia nas várias denominações. Nestes quatro anos, a Igreja Metodista |
|adicionou 40.000 membros e os Batistas mais 45.000. Ministros de outras igrejas afluíam para o movimento... Outro proeminente pregador Metodista era |
|Josias Litch, que só aceitou o milerismo depois de verificar que amensagem não contrariava o Metodismo, e este acabou escrevendo um livro sobre as |
|profecias de Daniel. Havia Carlos Fitch, Congregacionalista, Pastor em Boston, e bom organizador. Foi ele quem desenvolveu o uso de cartazes e gráficos |
|para os ministros que trabalhavam sob a direção de Miller. Um gráfico dos mais importantes era justamente aquele que mostrava as profecias convergindo...
tracking img