Idoso institucionalizado no asilo dr.thomas na cidade de manaus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5952 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Idosos Institucionalizados na Fundação
Doutor Thomas na cidade de Manaus

Ana Virgínia Sales (Uninilton Lins)

ana_vsales@hotmail.com

Ivone Nunes de Jesus (Uninilton Lins)

nunes_ivonedejesus@hotmail.com

Janete de Freitas Libório (Uninilton Lins)

janeteliborio@hotmail.com

Kilze Mar Martins (Uninilton Lins)

kilzemar@hotmail.com

Klicia Karoline (Uninilton Lins)klyssia.k.m@hotmail.com

Ecilio da Costa Laborda (Uninilton Lins) – orientador

eciliolaborda@yahoo.com.br

Linha de Pesquisa: Saúde



Resumo

A chamada “terceira idade” é para alguns um aprisionamento, um espaço da vida em que qualquer ato fecundo é impossível. Para outros, é a conscientização de seu atual momento, que deve ser vivido com o mesmo amor e dedicação que vivenciou seus anosjoviais, outras pessoas consideram essa fase vital ser complexa, vista principalmente de maneira preconceituosa ou analisada como conquista, um mérito por ter conseguido atingi-la e ainda, poder experienciar interesses. Envelhecer representa ameaça para o indivíduo, um desgaste das suas capacidades fisiológicas globais. Ocorre também mudanças psicossociais, incluindo aquelas no nível da memória, dointelecto, do comportamento, da personalidade, das relações sociofamiliares, das finanças etc., que podem desembocar na velhice patológica, interceptando a caminhada saudável da sua existência. O idoso sempre existiu em todos os tempos, em todos os lares, em todas as culturas e sempre foi “velho” (obviamente após passar pelas outras fases da vida), cada um vivenciando a experiência de sê-lo, à suamaneira, conforme suas características biológicas e psicológicas e o seu contexto social.
O mundo fecha os olhos aos velhos, assim como aos jovens delinquentes, às crianças abandonadas, aos aleijados, aos deficientes, todos estigmatizados, nivelados em um mesmo plano.
Palavras chave: Envelhecer, Idoso, Mudanças.


1 – Introdução

Na sociedade industrial ou tecnológica não se admite alguémque não produza. Quando o indivíduo vai se aproximando da chamada “meia idade”, percebe que uma vasta quantidade de “portas sociais” começam a se fechar para ele. Neste país, onde o aforismo “Brasil, país de jovens” se evidencia, se uma pessoa idosa perde um emprego, dificilmente encontrará outro. Os anúncios em jornal mencionam sempre uma idade que varia no máximo entre 30 e 40 anos, comocondição para se obter uma colocação (exceções pequenas existem principalmente para aqueles cargos menores, de salário baixo e sem projeção. Se ele se aposenta, então está fadado a ser um inútil.
O envelhecimento passou, portanto, a ser analisado simplesmente pelos seus aspectos deficitários e decadentes, relacionando improdutividade tecnológica, ou, melhor dizendo, ausência voluntária na produção (emrazão por exemplo da aposentadoria) com deficiência, decrepitude, senilidade. É como se os idosos tivessem então de morrer e não pudessem mais usufruir da sua vida como melhor lhes aprouvesse, ou mesmo optar por uma nova atividade, não ligada à produção em massa. É como se nada mais pudessem fazer pela sociedade.
Entretanto, essa mesma sociedade esqueceu-se de que o idoso construiu esolidificou experiência e conhecimento e que atirá-lo em uma clausura, tapando os ouvidos e os olhos para não ouvir e ver o que ele tem a transmitir, é dar fim aos valores históricos que perpassam gerações, é extinguir com as tradições dessa sociedade, é enfim, matar a memória de um povo.
Nossos idosos, impossível romper os laços com eles, muitas vezes tentamos mantê-los a distância, uma distância que sóna aparência é cômoda, pois estamos intrincadamente presos a eles, que nos lembram o tempo todo nossa história familiar e a finitude da existência. Quando temos oportunidade de fazer um trabalho como este artigo em que cita-se velhos institucionalizados, afirma-se brincando que estamos trabalhando em causa própria. Trata-se de brincadeira repleta de sabedoria, pois, ao envelhecer, precisaremos...
tracking img