Identidade da novela refletida no telespectador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2190 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

As telenovelas trabalham com a mentalidade das pessoas, hábitos e padrões, comportamentos, estilos de vida, criando personagens comuns, nas preferências do publico. Lidam com a massificação e homogeneização cultural, com uma população nacional que mesmo com diferenças sociais, e distancias econômicas, absorvem momentaneamente de forma fragmentada a identidade do personagem. Pesquisamosautores que abordaram o tema linguagem e identidade, com a intenção de melhor explicar o poder exercido da telenovela sobre o publico. Concluindo que a novela possui sua função social, fazendo com que o publico se identifique com a linguagem corporal e verbal, percebendo que o domínio desse emprego lhe garantirá mecanismos, para expressar suas ideias em diferentes situações, e que possibilitarãoainda o desenvolvimento da sua autonomia dentro da sociedade.

Palavras-Chave: Identidade. Diferença. Telenovelas. Linguagem. Bordões. .





A IDENTIDADE DA NOVELA REFLETIDA NO TELESPECTADOR

Para entender o poder de repercussão das telenovelas na sociedade, sendo ela um meio de diversão e conhecimento, com destaque na classe média, o apelo popular na fala (diálogo) dos personagens vemaumentando a audiência das telenovelas, fazendo com que se tornem referências e os telespectadores utiliza esses modelos em seu cotidiano, para interagir e integrar-se à sociedade.
Para explicar a associação entre as telenovelas e o meio social, ressaltamos a importância da televisão. A telenovela tem o poder de unir o programa com o público, sua identidade é criada para atrair maior número depessoas e promover uma identificação entre o telespectador e a ficção, trazendo assim a ficção mais próxima da realidade, significa uma maior audiência. “É inegável que a novela faz parte do dia-a-dia da grande maioria das pessoas” (LOPES, 2002). Argumenta que as telenovelas se tornaram um reflexo da sociedade, quem assiste se sente atuante, o próprio ator.
O autor utiliza-se do cotidiano daspessoas, e passa isso através das telas, mostrando um ambiente familiar, momento de lazer ou trabalho, com um diálogo coloquial, isso faz com aja uma identificação por parte do público-receptor influenciando em sua própria identidade, nos gestos, fala comportamento e modo de vestir, formando uma interação entre o “eu e a sociedade em que vive”, tornando um ser com identidade moderna, que passa a servariável não tendo uma identidade fixa. Como explica Hall ( 1997) “as identidades modernas estão sendo descentralizadas, isto é, deslocadas ou fragmentadas”. Podemos dizer então que a mídia seja ela impressa ou televisiva influenciam em nossa educação os conceitos que circulam ajudam a construir nossa identidade.
Segundo a professora Fernandes (2006, p.2), “ter identidade é sinônimo de umaidentificação com o meio com que está estabelecido na cultura e no meio social”. Vemos então a interferência das telenovelas presentes em nossas vidas principalmente nas últimas décadas, onde a mídia como um todo, dita moda e comportamento.
Para Ferrés (1998, p. 13) “a televisão é o fenômeno social e cultural mais importante para a história da humanidade”, ele diz que até hoje não existiu outro meiode comunicação com capacidade de prender a atenção das pessoas, por tanto tempo, e trazer tamanha fascinação, trazendo a linguagem do mundo “imaginário” para nossas vidas.
A linguagem usada em uma telenovela procura agradar seu publico alvo, podendo ser cômica ou culta, de forma bem elaborada. Uma maneira encontrada foi à criação dos bordões, as pessoas se identificam com eles, e os trazem e parasua vida real, palavras ou frases que são repetidas constantemente por alguns personagens, mostrando uma parte de sua identidade, isso se tornou comum. Para Silva (2005, p. 91) “a representação é sempre uma marca visível, exterior”, e através do que vemos, formamos nossa identidade.
Sinhozinho Malta da novela Roque Santeiro (1985, 1986) deu inicio aos bordões com a frase “Tô certo ou Tô...
tracking img