IAMAMOTO, Marilda Vilela. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Editora Cortez, 1998. pp. 17-81.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2086 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 9 de setembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Atrelado ao processo de avanço do capitalismo gerado pela globalização está o crescimento dos problemas sociais,pois esta nova fase desse modelo econômico que vem se desenvolvendo em conjunto com a revolução técnico-científica define novos padrões ao meio de produção em que a demanda de trabalho diminui e se aprimora e desse modo o índice de desemprego dente a crescer consideravelmente, assim adesigualdade social se amplia e as políticas públicas são afetadas.
A partir dessa perspectiva o assistente social é desafiado a ao enfrentamento da questão social, visando isso a categoria procurar recuperar suas forças teóricas acumuladas desde a década de oitenta e a trabalhar alternativas ético-políticas que se apresentam atualmente a uma prática crítica e atuante em que o profissionaltrabalha na busca da eficácia em seus serviços prestados e na defesados direitos de cidadania da população usuária.
É importante relatar que para melhor analisarmos o Serviço Social na contemporaneidade é necessário estudarmos o contexto social em que a profissão está inserida levando em consideração os movimentos de classe, as ações do Estado e do capitalismo e assim poderemos compreender os novosmétodos de intervenção e as alternativas peculiares da prática profissional. Desse modo, pesquisando a partir da sociedade em conjunto, ao explorarmos o produto histórico podemos entender que se antes o agente era um mero executor de projetos assistências hoje, até mesmo para se enquadrar até mesmo ao mercado de trabalho, este trabalha na elaboração de políticas sociais buscando transpassar os limitesburocráticos e inexpressivos da categoria e assim atribuindo ao assistente um perfil apto a construir planos de ação, a negociar por mais recursos com instituições e a propor alternativas de trabalho de acordo com as condições que lhes são oferecidas.
Com esse intuito, o assistente social também vem tentando evitar uma visão fatalista do processo histórico em que a ação já seria algo definido,pois esse pensamento gera acomodação e impede as tentativas de práticas inovadoras e ainda tenta escapar do messianismo profissional que procura passar a ideia de um profissional que luta incessantemente de forma heroica em busca de conquistas sociais.
É válido compreender, que categoria desempenha atualmente um tipo de trabalho na sociedade que vem sendo analisado desde os anos oitenta como umaespecialização do trabalho visto a partir da iniciativa do Estado em administrar o conflito de classe gerado pela industrialização e urbanização que motivaram mudanças significativas na conjuntura trabalhista e por consequência na vida da sociedade brasileira, com isso podemos concluir que esse processo de modificações sociais reflete diretamente no desenvolvimento do Serviço Social.
É defundamental importância informar que a profissão possui um código de ética e ainda que o Serviço Social encontre-se regulamentado em uma esfera liberal não possuímos está visão no Brasil. O assistente é caracterizado por vender a sua força de trabalho a diversas instituições em troca de salário, fato que o enquadra dentro da mercantilização. Age na reprodução da força de trabalho e na redistribuição dolucro gerado da atividade coletiva, defendendo os direitos sociais tanto na área pública como privada. Ao definirmos o Serviço Social como trabalho, destacamos a sociedade como algo realmente determinante na produção materialista e consideramos a subjetividade dessas classes.
Ao questionar o papel do Serviço Social em meio a produção e reprodução da vida social o foco torna-se a reprodução eprodução da vida material, pois a população procura se realizar através do trabalho buscando produzir mercadorias que são o produto do capital, também devemos considerar uma visão que vai além do caráter econômico, visto que engloba a reprodução das relações sociais e os movimentos de classe.
De acordo com o que foi analisado, podemos comprovar que o Serviço Social tem como base de especialização...
tracking img