Iab - instituto de arquitetos do brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3586 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO
O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) é uma entidade sem fins lucrativos, que reúne arquitetos com o objetivo de aprimorar a arquitetura feita no Brasil, em defesa e em benefício do ambiente em que habitamos e em defesa e em benefício das paisagens urbanas e não urbanas do país, as quais constituem elementos essenciais da cultura nacional, sendo patrimônios inestimáveis dapopulação brasileira. Como entidade, o IAB existe por iniciativa e responsabilidade exclusiva dos profissionais, que o fundaram e o mantêm. O Instituto de Arquitetos do Brasil é a mais antiga das entidades de arquitetos do país, herdeira direta do Instituto Brasileiro de Arquitetura, que foi fundado em 1921.
Entidades profissionais são instituições de natureza política e cultural, dedicadas aodebate das questões decisivas das profissões em torno das quais se constituem, visando ao aprimoramento dessas profissões. As entidades são independentes do Estado, tanto para sua sustentação econômica quanto para sua afirmação institucional. Para existir, uma entidade profissional conta apenas com sua própria capacidade de coletar os recursos necessários à sua sobrevivência e com sua própriacapacidade de legitimar-se perante os profissionais que procura representar, sendo aquela – a viabilização econômica – decorrência direta desta – a legitimidade.
O IAB defende o digno exercício profissional da arquitetura e dos seus princípios éticos, seja no campo do ensino da arquitetura ou de sua divulgação entre pessoas não diretamente ligadas ao exercício dessa profissão.
Atualmente, o IAB é umsistema formado por 27 Departamentos, sediados nas diferentes unidades da Federação, os quais possuem, por sua vez, núcleos nos municípios de maior relevância; este sistema, cuja ação cobre praticamente todo o território do país, é encabeçado por uma Direção Nacional, responsável pela articulação e pela coordenação do todo, bem como pelas ações de abrangência nacional e internacional.
Por meio desua Direção Nacional, o sistema IAB se faz representar nos órgãos da administração federal; é também por meio de sua Direção Nacional que o IAB se vincula a entidades internacionais, dentre as quais merecem destaque a União Internacional de Arquitetos (UIA), órgão consultivo da UNESCO para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído, a Federação Pan-Americana de Associaçõesde Arquitetos (FPAA) e o Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP).

2. HISTÓRIA DO IAB
2.1 VERÃO DE 1921
No verão de 1921 o mundo vivia os reflexos da Primeira Guerra Mundial.
Governava o país Epitácio Pessoa e a capital da República era o Rio de Janeiro.
Reunidos na sala de História e Teoria da Arquitetura da Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, vinte esete engenheiros-arquitetos estabeleceram a fundação do Instituto Brasileiro de Arquitetura, em 26 de Janeiro de 1921. O arquiteto Gastão da Cunha Bahiana foi eleito o primeiro presidente.
Entretanto, documentos mais antigos do Instituto fazem referências e associam sua criação à transformação urbana do Rio de Janeiro, no início do século, época de cenário adequado ao surgimento de associações.Um desses documentos é o primeiro boletim do Instituto, publicado em meados de 1935, que possui citações referentes à fundação de um Centro de Arquitetos e Construtores do Rio de Janeiro, em 8 de outubro de 1903: “se hoje em dia é de lamentar a indiferença do meio brasileiro em matéria de arquitetura, qual seria a situação real, sob esse ponto de vista, há vinte anos atrás? (no caso, 1901).Naquela época – como muito bem disse, então, mude nossos consócios – qualquer comparação entre o Rio de Janeiro e as cidades africanas levantadas pelos colonos franceses, belgas e ingleses, nos seria desfavorável. Entretanto, após a remodelação desta capital, sentiu-se na estratosfera, os primeiros indícios de melhores tempos. Era, pois, oportuno, um movimento de coordenação entre os elementos da...
tracking img