Humanidades 1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 116 (28784 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
APOSTILA DE HUMANIDADES I






























“O que discutimos aqui não são temas comuns, mas o modo de levar uma vida justa”.

Platão – a República







PERIODIZAÇÃO HISTÓRICA

A periodização histórica tem um caráter muito mais didático do que histórico.

|PRÉ-HISTÓRIA |IDADE ANTIGA |IDADE MÉDIA|IDADE MÉDIA |IDADE CONTEMPORÂNEA |
|Origem do Homem- 4000 a.C |(4000 a.C-476 d.C) |(476-1453) |(1453-1789) |(1789- DIAS ATUAIS) |


INÍCIO
DA ERA CRISTÃ

Caracterização:

Pré-História (Origem do Homem– 4000 a. C)
Paleolítico (até 10.000 a.C): por viver da caça e da coleta o homem era NÔMADE (não possuía uma residência fixa) e vivia coletivamente. Descobriu o fogo.

Neolítico (10.000 – 4.000 a.C): A partir da revolução agrária (descoberta da agricultura e da domesticação dos animais) o homem tornou-se SEDENTÁRIO (passou a ter uma residência fixa). Houve uma transição do coletivismo para o individualismo, passaram também a viveragrupado em comunidades, iniciam-se também as primeiras trocas, como também se impulsiona a urbanidade. Descobriu-se a roda.

1. Idade Antiga (4000 a. C – 476 d. C): Descoberta da escrita. Há o desenvolvimento das antigas civilizações orientais e clássicas (egípcia, mesopotâmicas, persa, grega, romana, entre outras), terminando na Queda do Império Romano no oriente em 476 d. C.

2. IdadeMédia (476 – 1453): Compreendia entre a Queda do Império Romano do Ocidente e a Tomada de Constantinopla pelos Turcos em 1453.


3. Idade Moderna (1453 – 1789): Que principia a Queda de Constantinopla e termina com a Revolução Francesa em 1.789.


4. Idade Contemporânea: dias atuais

IDADE ANTIGA: (A.c 3500 – 476)
Mito
O que é o MITO? Normalmente quando ouvimos falar demito logo nos lembramos dos mitos gregos, mas os mitos não são somente gregos, são inúmeros os povos que se utilizam dele para explicar e fundamentar suas realidades. Normalmente quando ouvimos a narração de um mito temos a impressão de que seja algo fantasioso e engraçado, mas na verdade ele constitui-se como: a busca dos homens por uma primeira Explicação Teórico-Subjetiva para explicar a suaprópria existência.
Para Mircea Eliade: “O mito é considerado uma história sagrada, portanto uma “história verdadeira”, porque sempre se refere à realidade”.
O mito é a maneira que o homem encontrou para organizar um conhecimento sobre a realidade.
A função do mito: acomodar e tranquilizar o homem em um mundo assustador.
A de se pensar que por sermos contemporâneosnão utilizamos os mitos, tremendo engano. Algumas pessoas, por exemplo, consideram que o número 13 dá azar, já para outras significa sorte. Há pessoas que quando perdem algo, acendem vela e rezam pra São Longuinho, outras que pensam que após comer melancia precisam comer três sementes juntas para não fazer mal. Os exemplos são inúmeros, e se multiplicam a cada vez que nos comunicamos com pessoas dediferentes lugares, contextos e tempos. É a formulação de um entendimento que cada um tem do mundo.
Os mitos são passados de geração em geração, daí sua força. É também o mito uma criação dos homens contemporâneos.
Com o decorrer da sobrevivência e convivência com os OUTROS foi se percebendo uma maior COMPLEXADADE, e as explicações míticas não davam mais conta de EXPLICAR aREALIDADE então, surge a Filosofia.
Os homens começam e começaram sempre a filosofar movidos pelo espanto [...] Aquele que se coloca uma dificuldade e se espanta reconhece sua própria ignorância. Por isso, o que ama os mitos é, de certa maneira, filósofo, pois o mito está repleto de espantoso. De sorte que, se filosofam para fugir da ignorância, é claro que buscavam o saber em vista do...
tracking img