Hpv papiloma virus humano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1542 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho sobre o Vírus HPV
(Papiloma Vírus Humano)

Teófilo Otoni – Minas Gerais
23/04/2013





Componentes:

CharlesMercias Costa
Deizivy Elenaidier Gomes Lourenço de Jesus
Juliana Ramos da Cruz
Patrícia Rodrigues Batista

Trabalho apresentado á disciplina de microbiologia para fins de avaliação.

Papiloma Vírus Humano (HPV)

Teófilo Otoni – MG
23/04/2013

Sumário:

1. Introdução
2. Sinais eSintomas
3. Rastreio e Diagnóstico
4. Profilaxia
5. Epidemiologia
6. Tratamento
7. Conclusão
8. Referências Bibliográficas
9. Anexos

Introdução.
O vírus do papiloma humano (VPH ou HPV, do inglês human papiloma virus) é um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou mucosas, e possui mais de 200 variações diferentes. A maioria dos subtipos está associada a lesõesbenignas, tais como verrugas, mas certos tipos são frequentemente encontrados em determinadas neoplasias como o cancro do colo do útero, do qual se estima que sejam responsáveis por mais de 90% de todos os casos verificados.
A principal forma de transmissão do HPV é por via sexual, sendo a doença sexualmente transmissível (DST) mais frequente. Estima-se que 25 a 50% da população feminina mundialestejam infectadas, e que 75% das mulheres contraiam a infecção durante algum período das suas vidas. A maioria das situações não apresenta sintomas clínicos, mas algumas desenvolverão alterações que podem evoluir para cancro.

Sinais e Sintomas
O tipo e gravidade dos sintomas dependem da vari (tipo) de HPV e do local de infecção. A principal destrinça feita entre as variantes do vírusdistribui-os por duas categorias: os que infectam as superfícies cutâneas em geral, e os que infectam a região genital. Seja qual for a região afetada, na maior parte dos casos a infecção é assintomática e resolve-se espontaneamente sem deixar sequelas. Alguns tipos de vírus, contudo, e em especial os que afetam a área genital, podem causar alterações que vão desde lesões benignas a câncer.
Verrugas
Amanifestação mais característica e frequente da infecção por HPV é a formação de verrugas, que são lesões hiperproliferativas benignas também designadas por papilomas, de onde deriva o nome do vírus. Contudo, diferentes subtipos de HPV são responsáveis por infecção preferencial em diferentes zonas, sendo capazes de causar diversas patologias.
Verrugas: São causadas por subtipos cutâneos como o HPV-1e HPV-2, e podem ocorrer em locais como as mãos, os pés, a face, entre outros. A forma de transmissão do vírus inclui o contacto casual com zonas infectadas, podendo ocorrer auto-inoculação para novas áreas. Este tipo de manifestação está geralmente associada a indivíduos mais jovens, e não aparenta estar relacionada com um aumento do risco de cancro
Condiloma acuminado: Mais de 30 variantes deHPV infectam a região genital, embora os tipos 6 e 11 sejam os principais responsáveis por cerca de 90% dos casos, podendo causar verrugas na vulva, pénis e ânus. Estes condilomas verificam-se sobretudo em populações adultas e sexualmente activas, sendo mais frequente nas mulheres (dois terços dos casos).
Papilomatose respiratória: Esta manifestação rara decorre com a formação de verrugas aolongo das vias respiratórias, podendo causar obstrução à passagem do ar e obrigando a intervenções cirúrgicas recorrentes para a sua excisão. É a consequência mais grave da infecção por HPV, e vários tipos, de entre os quais o 16, 18, 31 e 45, são considerados de risco elevado para o desenvolvimento de cancro. Os tipos de cancro que estão em alguma medida associados com o HPV incluem cancro do colo...
tracking img