HPV EM MULHERES DE TODAS AS IDADES

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1567 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PREVALÊNCIA DO HPV EM MULHEREs

INTRODUÇÃO: A infecção pelo Papilomavírus Humano(HPV) é um mal que atinge mulheres de todas as idades, o que gera preocupação das equipes de saúde pública, por ser uma doença precursora do câncer do colo do útero, onde abordam cada paciente com sinais e sintomas diferenciados, fazendo necessário a utilização de exames precisos. O HPV é a doença sexualmentetransmissível (DST) de maior prevalência atualmente, relacionada ao câncer de colo uterino, por infectarem células epiteliais com capacidade de causar lesões na pele ou mucosas. Dentre os tipos que acometem os humanos, cerca de 100 tipos já foram descritos e destes 40 tem sido encontrados na mucosa anogenital. Em 2003, esses vírus foram classificados em alto e baixo risco de câncer: os de alto riscosão os que tem maior probabilidade de causar lesões persistentes e associadas a lesões pré-cancerosas, e de baixo risco mais encontrados nos condilomas genitais e papilomas laríngicos. O HPV é um vírus não cultivável do grupo papilomavírus. As alterações celulares desenvolvidas por este vírus foram estudadas, inicialmente em 1956, pelos citologistas Koss e Meisels, que as denominaram displasiasleves, moderada ou acentuadas, atualmente denominadas de NIC I, NIC II E NIC III. OBJETIVO: O presente trabalho buscou identificar a prevalência da infecção genital por Papilomavírus humano (HPV), em mulheres atendidas na instituição pública Ser Mulher no município de Francisco Beltrão – Paraná. Buscando identificar a predominância de displasias, leves, moderadas e acentuadas. E apontar o papel doenfermeiro frente à orientação, diagnóstico rápido da doença, e tratamento adequado, visando assim à promoção da saúde. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo de caráter quantitativo e descritivo, realizado nas dependências da instituição Ser Mulher pertencente a 8o regional de saúde – Francisco Beltrão – Paraná, a qual corresponde a 27 municípios. Essa instituição é de natureza pública e atende nívelsecundário. Foram analisados 411 prontuários de mulheres com idade entre 20 e 49 anos com diagnóstico de HPV, que estiveram na instituição no período de 2007 á 2012, foi avaliado dados como faixa etária, indicação diagnóstica, exames realizados, conduta indicada para o tratamento, estado civil, número de filhos, resultados de exames citopatológicos, respeitando todos os preceitos éticos legais,decorrido nos meses de setembro e outubro de 2012 e tabulados em Excel. RESULTADOS E DISCUSSÃO: As informações coletadas nos registros de dados das clientes com analise de prontuários, através de documentos de identificação como, dados clínicos, história ginecológica, descrição de exames clínicos e resultados de exames laboratoriais. A amostra envolveu 411 prontuários com diagnóstico de HPV, nos quais34,9% pertencem à idade de 30-40 anos, 22,7% de 25-30 anos, 21,7% de 40-49 anos, e 20,7% consistem na faixa etária de 20-25 anos. Observando que a maior faixa etária foi a de mulheres de 30-40 anos. Os resultados encontrados mostram que houve decréscimo da infecção pelo HPV de alto risco após 25 anos, com os menores valores em torno de 12,0% (para as mulheres de 35 a 54 anos), mas com novo aumentoda prevalência (13,8%) no grupo etário de 55 a 65anos. Em relação à escolaridade a taxa predominante foi do ensino fundamental completo, pode-se observar um percentual elevado de 56,7% das mulheres que tinham mais de oito anos de escolaridade, 28,2% ensino médio completo, 10,9% não constava informação sobre escolaridade, e apenas 4,2% tinham ensino superior completo. O estado civil de cada mulherfoi verificado conforme informações contidas nos prontuários, sendo que a grande maioria de 61,8% era de mulheres casadas, 28,4% solteiras, 5,1% não constava esta informação, 2,6% eram divorciadas, 1,4% separadas, 1,2% viúvas. Já o número de parceiros pode-se observar, que 49,4% são de mulheres com 1-3 parceiros sexuais, 49,1% consta que não havia nenhum parceiro sexual, 0,9% não incluía a...
tracking img