Hotel ruanda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1072 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise do filme “Hotel Ruanda” sob o aspecto do Direito Internacional




O filme “Hotel Ruanda” retrata o genocídio decorrente dos conflitos internos existentes em razão da rivalidade entres os grupos étnicos hutus e tutsis, ocorrido em 1994, em Kigali, Capital de Ruanda. Após a Primeira Guerra Mundial – momento em que surgem as relações internacionais, em razão dos acontecimentosterem envolvido direta ou indiretamente todos os países –, com a colonização do país pela Bélgica, a divisão entre grupos ficou clara e explícita. Uma vez dominados pelos belgas, estes dividiram os habitantes de Ruanda entre hutus e tutsis, conforme algumas características por eles estipuladas. Ressalta-se que antes da colonização Belga, os tutsis eram considerados mais fortes e inteligentes emdetrimento dos hutus, sendo estes mais pobres e escravos dos tutsis. Verifica-se, então, que com a colonização o ódio e a exclusão desses grupos se intensificou, chegando ao ápice de ser utilizado documento de identificação dos cidadãos como forma de distinção entre hutus e tutsis.
Com a independência de Ruanda, os conflitos entre hutus e tutsis não terminaram, culminando, posteriormente,na realização de um acordo de paz entre o governo e a “Frente Patriótica de Ruanda”, constituindo-se essa numa organização política formada por tutsis e hutus moderados com o fim de derrubar o governo do presidente de Ruanda à época, o qual possuía origem hutu. Ocorre que, em 1994, a morte do então presidente de Ruanda foi atribuída pelos extremistas hutus aos tutsis participantes da FrentePatriótica. Assim, com o descumprimento do acordo realizado, deu-se início ao maior genocídio da história, em que os hutus perseguiram e mataram milhares de tutsis.
Nesse aspecto, cabe salientar, o filme demonstra a história verídica de Paul Rusesabagina, ruandês hutu, gerente de um grande hotel da capital ruandesa chamado “Milles Colines”. Este personagem acreditava fielmente que aOrganização das Nações Unidas, os representantes do Reino Unido e dos Estados Unidos da América (superpotências) e o Conselho de Segurança, principais atores internacionais, iriam intervir no conflito e acabar com o massacre.
O hotel em que Paul Rusesabagina trabalhava possuía proteção especial, não só por abrigar as forças armadas, mas, sobretudo, por ser considerado um território belga, sendo quea sua violação acarretaria na provocação do exército francês, gerando, em tese, um conflito ainda maior, tendo em vista que haveria intervenção de outro país, deixando de ser uma guerra meramente civil. Desta feita, o hotel “Milles Colines” tornou-se um refúgio sob o comando de Paul Rusesabagina aos desabrigados.
A situação de Ruanda piorou quando as superpotências se retiraram do locale foram enviadas tropas belgas com o objetivo de resgatar exclusivamente os estrangeiros que se encontravam hospedados no hotel “Milles Colines”, deixando o povo ruandense à própria sorte. Houve, nesse momento, intervenção estrangeira em Ruanda em uma demonstração de poderio, de domínio de hard e soft power.
Ao perceber que as superpotências não interviriam nos ataques para proteger osruandenses, Paul Rusesabagina utilizou de sua influência para salvar a vida não só de sua família, mas também de aproximadamente mil pessoas. As superpotências, bem como a Organização das Nações Unidas, acabaram por não intervir no território ruandense sob a premissa de que o sistema internacional é anárquico, não havendo monopólio da força nem, tampouco, poder acima dos Estados, que estabeleçauma linha norteadora de atuação. O Direito Internacional é movido pelo consentimento, pelo acordo entre Estados. No caso sob análise, não havia entendimento entre os Estados, havia apenas a defesa de interesses próprios.
Em verdade, o genocídio ocorrido em Ruanda, como outros atentados já vistos na história mundial, apenas demonstrou o descaso das superpotências em relação aos países...
tracking img