Homossexualidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4179 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FTC- FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIENCIAS
COLEGIADO DO CURSO DE PSICOLOGIA










HOMOSSEXUALIDADE













VITÓRIA DA CONQUISTA-BAHIA
DEZEMBRO/2005
LÍGIA SILVA CORREIA
MARCELLE JOSE LEAL
MARCOS BORGES
MARÍLIA
SANDRA









HOMOSSEXUALIDADE













VITÓRIA DA CONQUISTA-BA
DEZEMBRO/2005


SUMÁRIO

I- INTRODUÇÃO
II-OBJETIVOS
II. 1 – OBJETIVO GERAL
II. 2 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS
III- JUSTIFICATIVA
IV – CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS
IV. 1 - ESTEREÓTIPO E PRECONCEITO
IV.2- BREVE HISTÓRCO DA HOMOSSEXUALIDADE
IV. 3 – O SER HOMOSSEXUAL
IV.4 - Os Meios de Comunicação de Massa
V - METODOLOGIA
V.1- INSTRUMENTOS
V.2- PROCEDIMENTOS
V.3- RESULTADOS
VIII –CONSIDERAÇÕES FINAIS
IX – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
X – ANEXOS
















I- INTRODUÇÂO

O tema ora tratado, está em sintonia com os reclamos do contexto social atual, desenvolvendo o estudo de um assunto que está a ultrapassar o silencio eloqüente da indiferença. Para tanto, parte-se de um quadro-teorico-conceitual com atenção as reflexões advindas de outros saberesinterdisciplinares.
A luta da homossexualidade tem sido em cima da afirmação: “iguais, mas diferentes”. Sendo iguais no sentido de ser do mesmo sexo; ou supostamente iguais perante a lei; embora seja diferente do convencional, por que formaram um casal do mesmo sexo.
Neste trabalho procuramos analisar, na perspectiva das representações sociais, as formas como estudantes naadolescência de escola publica e particular expressam o seu preconceito contra os homossexuais e a relação deste preconceito com as explicações das homossexualidade e de como um homossexual se relaciona com este preconceito através de uma entrevista não-estruturada. .
Pode-se então dizer que a “condição homossexual” tem sido objeto de concorrência por definições políticas, na qual sedefrontam e aliam-se estudiosos, religiosos. E muitas explicações para homossexualidade têm sido elaboradas. Em algumas civilizações antigas (Grécia e Roma, por exemplo) as relações homoeróticas, principalmente entre homens adultos e jovens, só eram repudiadas quando ameaçavam soverter a hierarquia social da época.
Percebemos que a visão sobre a homossexualidade no século XIX foibastante preconceituosa quando a medicina, a definiu como uma doença causada por distúrbios genéticos ou biológicos. Já no inicio do século XX, apesar das atitudes vitorianas prevalecentes da época, a psicanálise introduziu a visão psicológica visão menos moralista, embora considere a homossexualidade como um distúrbio no desenvolvimento da sexualidade e, portanto anormal. Mas deve-se ter em conta queessas novas concepções não substituem as antigas, mas, em algumas circunstâncias, reforçam as concepções tradicionais mais moralistas. E somente nos anos sessenta que apareceram os primeiros movimentos gays e que a Associação Americana de Psicologia (APA) afirmou que a homossexualidade não é doença psicológica, negando a existência de causas psicológicas específicas das homossexualidade esituando-a no quadro das orientações sexuais.


II-OBJETIVOS

II. 1 – OBJETIVO GERAL
• Ver a forma de preconceito causado pelo estereótipo dado aos homossexuais.



II. 2 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Compreender como se dão os fatores de influencia do preconceito com os homossexuais.
• Realizar pesquisa com adolescentes que estudam em escolas públicas visando ver a forma depreconceito que há com referencia aos homossexuais.
• Fazer uma entrevista com um homossexual, com a intenção de correlacionar com os fatores teóricos.




















III- JUSTIFICATIVA



IV – CONSIDERAÇÕES TEÓRICAS

IV. 1 - ESTEREÓTIPO E PRECONCEITO
Mantido mesmo diante de fatos que contradigam, através de julgamentos prévios, o estereótipo e o preconceito, na...
tracking img