Homem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nessa pintura de Femand Léger, o trabalho é figurado de modo ambivalente: de um lado, demonstra o exercício da força física, o "peso do trabalho", a "unüormização" dos trabalhadores; de outro, há algo de lúdico nesses operários que nos andaimes parecem equilibristas de circo em seus trapézios. Como contraponto à leveza dessa tela, pesquise a letra da canção Construção, de Chico Buarque, da qualselecionamos urna estrofe: "E tropeçou no céu como se fosse um bêbado I E flutuou no ar como se fosse um pássaro I E se acabou no chão feito um pacote flácido I Agonizou no meio do passeio público I Morreu na contramão atrapalhando o tráfego". Essa música foi composta em 1971, período da ditadura militar. As estrofes repetem-se com variações inventivas em que predominam as proparoxítonas,enriquecidas com metáforas que em um primeiro momento nos remetem aos operários de construcão civil, vitimas diárias dos acidentes de trabalho. Mas também pode simbolizar a atividade de qualquer pessoa cuja morte - real ou metafórica - parece indüerente às demais. Após a leitura do capitulo, retome a esta abertura para analisar as duas expressões artísticas (a tela e a canção), aplicando os conceitosaprendidos.
I

66

D Trabalho como tortura?
Talvez você já tenha visto camisetas que trazem estampados o simpático (e preguiçoso) gato Garfi.eld e a frase "Odeio segunda-feira!", representando o sentimento quase universal de desânimo diante do trabalho. De fato, enquanto o próximo e desejado final de semana não chega, busca-se alento no happy hour, como se a "hora feliz" só pudesse existir notempo-após-o-trabalho. Confirmando esse sentido negativo, a própria palavra trabalhar deriva do latim tripaliare, que nomeava o tripálio, um instrumento formado por três paus, próprio para atar os condenados ou para manter presos os animais difíceis de ferrar. A origem comum identifica o trabalho à tortura. Se a vida humana depende do trabalho, e este causa tanto desprazer, só podemos concluir que oser humano está condenado à infelicidade. Para reverter esse quadro pessimista, vejamos os aspectos positivos do trabalho.

Como condição de humanização, o trabalho liberta, ao viabilizar projetos e concretizar sonhos. Se em um primeiro momento a natureza apresenta-se como destino, o trabalho será a possibilidade da superação dos determinismos. Nesse sentido, a liberdade humana não é dada, masresulta da ação humana transformadora. Nem sempre, porém, prevalece essa concepção positiva, sobretudo quando as pessoas são obrigadas a viver do trabalho alienado, que resulta de relações de exploração. Estamos, portanto, diante de um impasse: o trabalho é tortura ou emancipação? Se voltarmos nosso olhar à história para ver como as pessoas trabalham e o que pensam sobre o trabalho, teremos umavisão mais clara dessa contradição.

O Ócio e negócio
Nas sociedades tribais, as pessoas dividem tarefas de acordo com sua força e capacidade. Os homens caçam, derrubam árvores para preparar o terreno das plantações, enquanto as mulheres semeiam e fazem a coleta. Como a divisão das tarefas se baseia na cooperação e na complementação e não na exploração, tanto a terra como os frutos do trabalhopertencem a toda a comunidade. Por que mudaria esse estado de coisas? Para Jean-Jacques Rousseau, filósofo do século XVIII, a desigualdade surgiu quando alguém, ao cercar um terreno, lembrou-se de dizer "Isto é meu:', criando assim a propriedade privada. Nesse momento, abriu-se o caminho para a divisão social, as relações de dominação e a desigual apropriação dos frutos do trabalho. Desse modo,desde as mais antigas civilizações existe a divisão entre aqueles que mandam e portanto projetam, concebem, inventam - e os que só obedecem e executam. É o que se denomina a ~ to mia entre a concepção e a execução do trabalho. À primeira vista, há aqueles que até hoje admitem ser "natural" essa divisão de funções, pois alguns teriam mais talento para o pensar, ao passo que outros só seriam capazes...
tracking img