Historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CAP 12

PLANO DE TEXTO

INTRODUÇÃO
- A doutrina do Laissez-Faire
■Comércio Livre
■Maior poder à classe dos proprietários

DESENVOLVIMENTO
- Crítica ao mercantilismo
■Crítica ao metalismo eas leis protecionistas
■Crítica ao incentivo à produção
■Crítica ao monopólio colonial
- Interesses individuais
■Oposição dos interesses do Rei

CONCLUSÃO
- Influência do burguês devido ao seupoder econômico
- Defesa ao liberalismo
■Burguesia ganha mais forças para contestar o absolutismo
■Contribuição para o fim do antigo sistema


TEXTO:

O poder de contestação da burguesiaA doutrina do Laissez-Faire foi instituída por comerciantes e trabalhadores cansados das restrições econômicas impostas pelo absolutismo através do mercantilismo. Os fisiocratas, grupode pessoas opostas ao mercantilismo, desejavam liberdade econômica e, portanto, o comércio livre. Essas medidas, além de enriquecerem os proprietários, garante-os mais poder.Inspirados em Adam Smith e seu livro “A Riqueza das Nações”, que discursa contra as práticas mercantilistas, os fisiocratas criticavam as práticas mercantilistas para alcançar a liberdade econômica. Ometalismo e as leis protecionistas são criticados, pois quando a balança comercial está favorável para o país, o ouro (advindo das colônias) sofre uma alta de preço. Com essa inflação, a balança comercial setorna desfavorável, pois importa-se mais do que se exporta, provocando uma queda no preço do ouro.
A prática do incentivo à produção é criticada, pois sem que haja especialização porparte dos operários não há aumento da produção, pois essa especialização aumenta a produtividade e a produção, porém essa só é necessária se houver o comércio livre, ou seja, somente o comércio livreaumenta a produção e então enriquece o país. Para que haja o comércio livre, critica-se também o exclusivo metropolitano, que impede o aumento da produção.
Além disso, há uma...
tracking img