Historia imperalismo na africa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3959 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cap 01 : O imperialismo na África e na Ásia

No final do século 19 , o poeta do Império Britânico , Rudyard Kipling escreveu em um poema ‘O fardo do homem branco’ falando sobre as tarefas dos europeus em relação ao bárbaros. Que era lutar as guerras pela paz e encher a boca de quem tinha fome! Mesmo ao custo da raiva de quem eles guardava . Kipling um século depois pediu ajuda para os EUA noesforço civilizatório dos britânicos. Ele foi atendido em nome dos valores democráticos. Mas para o Kishore Mahbubani, isso tudo estava com os dias contados .O fardo atualmente está nas costas dos asiáticos que dividem o seu segredo do sucesso com outras sociedades. No fim do século XIX os europeus voltaram com interesses para os países africanos e asiáticos o motivo era a expansão das suaseconomias e busca de novos consumidores. Nesses territórios estabeleceram uma colônia pacifica , mais apesar de resistirem da ocupação eles foram subjugados. Nesse período os colonizadores tinha uma missão de civilizar os bárbaros e o homem branco deveria levar religião , costumes e conhecimento .

No séculos XV e XVI Espanha e Portugal dominaram os povos ameríndios. Permitindo obter lucros e sefortalecer economicamente por meio da exploração de metais . No século XV ao XVIII a conquista da África e da Ásia limitou se em pontos estratégicos no litoral para o comércio de escravos e mercadorias A economia Europeia viveu um período de grande expansão . Acompanhando esse processo de expansão econômica , as burguesias voltaram-se para a exploração de territórios fora de suas fronteiras que deuo inicio ao neocolonialismo ou imperialismo. Até o início do século XIX , os únicos redutos europeus existentes na África resumiam- se ás regiões litorâneas de Angola , Moçambique e Guiné , ocupadas por Portugal. A nova conquista da Àfrica ocorreu entre os anos de 1830 e 1880 , e de modo muito mais violento e traumático do que no período anterior. Os franceses foram os mais ativos na conquistamilitar africana. O plano político visava recuperar o prestígio internacional da França ,abalado pelas derrotas napoleônicas . Já no plano econômico , assegurava grandes lucros aos grupos privados.

A Grã-Bretanha reiniciou sua investida no continente africano com o estabelecimento de um protetorado. Em 1876,o rei belga Leopoldo II deu início á exploração do território da bacia do Rio Congo, pormeio da Associação Internacional Africana. Anos depois ele fez da região seu domínio pessoal. Em 1908 , a pertencente ao monarca foi assumida pelo governo belga.

Coube á Alemanha a Àfrica Oriental Alemã, formada por Tanganica e Ruanda –Burundi . Tal fato frustou o projeto britânico de estabelecer uma ligação ferroviária norte-sul , do Cairo á Colônia do Cabo, que cortasse exclusivamenteterritórios sob domínio britânico.

Um importante momento no processo da partilha da Àfrica foi a Conferência de Berlim proposta por Otto von Bismarck. O objetivo era disciplinar e definir a reparticipação amigável do continente missão civilizadora do homem branco e evitar uma guerra entre as potências imperialistas. Os participantes da conferência assinaram um documento estabelecendo que , a partirdaquela data , qualquer anexação de território africano deveria ser comunicada imediatamente as outras potências. Muitos povos Africanos resistiram a dominação o que resultou um prolongados conflitos.

As principais potência europeias , com o Japão desenvolveram políticas imperialistas na Àsia , porém , as riquezas desse continente fascinavam os ocidentais, desde o século XVIII, a Ìndia , terradas especiarias era mercado essencial para o tecidos de algodão e as exportações das manufaturas britânicas. Graças as campanhas do soldado Robert Clive , derrotou príncipes nativos aliados aos franceses nas batalhas de Arcot e Plassey, esses conflitos entrelaçaram-se com a Guerra dos Sete Anos entre ingleses e franceses. Derrotados na ìndia os franceses viram seus adversários tornarem – se...
tracking img