Historia da odontologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1352 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANDRESSA STOLLMEIER E CHRISTIAN WENDT









A HISTÓRIA DA ODONTOLOGIA NO BRASIL

Trabalho apresentado para avaliação na disciplina de introdução ás ciências odontológicas do Curso de Odontologia da Universidade de Cuiabá.


Prof. Cyra Maria, Durvalino Oliveira e Arthur









CUIABÁ
2012SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 3

1 HIStória da odontologia no brasil 4

1.1 A HISTÓRIA EVOLUI 4

1.1.1 Abolição do “cirurgião-mór” e a alavancada no estudo profissional................................5

1.1.2 O decreto que faltava.........................................................................................................6
CONCLUSÃO 7
REFERÊNCIAS 8









INTRODUÇÃOA história da odontologia no Brasil não é recente, nossos índios já realizavam tratamentos dentários quando o País foi descoberto, e não se sabe desde quando essa prática era usada. Documentos dessa época indicam que eles tinham bons dentes. Passando pelas várias fases da história, a Odontologia brasileira chega aos dias de hoje com cerca de 220 mil profissionais, tecnologia avançada e muitotrabalho pela frente na área de saúde bucal.























HISTÓRIA DA ODONTOLOGIA NO BRASIL


A história da odontologia no Brasil inicia-se na época em que o Brasil foi descoberto por Pedro Alvares Cabral em 22 de abril de 1800. Porém restringia-se quase que só as extrações dentárias. As técnicas usadas na época também eram rudimentares, oinstrumental inadequado e não havia nenhuma forma de higiene, muito menos anestesia. O barbeiro ou sangrador (como era chamado a pessoa que era designada a cuidar dos dentes) devia ser forte, impiedoso, impassível e rápido. Os médicos e cirurgiões, diante tanta crueldade, evitavam esta tarefa, alegando os riscos para o paciente de hemorragias e inevitáveis infecções. Os barbeiros e sangradores eramgeralmente ignorantes e tinham um baixo conceito, aprendendo esta atividade com alguém mais experiente.
Para exercer esta atividade os profissionais dependiam de uma licença especial dada pelo "cirurgião-mor mestre Gil", sendo os infratores autuados, presos e multados em três marcos de ouro. A carta de ofício não se referia aos barbeiros e sangradores, havendo a possibilidade destes profissionaisterem obtido licença do cirurgião-mór de Portugal. Então somente em 09 de novembro de 1629 houve, através da Carta Régia, os exames aos cirurgiões e barbeiros. A reforma do regimento em 12 de dezembro de 1631 determinava a multa de dois mil réis às pessoas que "tirassem dentes" sem licença.


1 A HISTÓRIA EVOLUI



 Em 1728, na França, Piérre Fauchard (1678-1761) com seu livrorevoluciona a odontologia, inovando conhecimentos, criando técnicas e aparelhos, sendo juntamente cognominado "o pai de Odontologia Moderna". Nesta época começava a exploração do ouro no Estado de Minas Gerais, com grande afluxo de interessados e José S. C. Galhardo é nomeado pela Casa Real Portuguesa, cirurgião-mór deste Estado, regulamentando os práticos da arte dentária. Em 1782, os dentes eramextraídos com as chaves de Garangeot, alavancas rudimentares, e o pelicano. Não se fazia tratamento de canais e as obturações eram de chumbo, sobre tecido cariado e polpas afetadas, com conseqüências desastrosas. A prótese era bem simples, esculpindo dentes em osso ou marfim, que eram amarrados com fios aos dentes remanescentes. Dentaduras eram esculpidas em marfim ou osso utilizando-se dentes Humanos ede animais, retendo-as na boca por intermédio de molas, sistemas usados na Europa. Porém no Brasil, era tudo mais rudimentar. Os barbeiros e sangradores aprendiam o ofício com um mais experiente e tinham que provar uma prática de dois anos sob a vista do mesmo. Após pagar a taxa de oito oitavos de ouro. Submeter-se-iam a exame perante o cirurgião substituto de Minas Gerais e dois profissionais...
tracking img